Últimas

Jogador é preso acusado de assalto à mão armada; clube alega inocência

  • Reprodução/Facebook/A.A.Altos

    Gilcelan Matos, volante do Altos-PI, semifinalista do 2º turno do Campeonato Piauiense

    Gilcelan Matos, volante do Altos-PI, semifinalista do 2º turno do Campeonato Piauiense

O volante Gilcelan Matos, do Altos, semifinalista do Campeonato Piauiense, foi preso acusado de assalto em Timon, cidade do Maranhão que faz divisa com o Piauí, na última terça-feira (3). A diretoria do clube alega tratar-se de mal-entendido e diz que o jogador é inocente.

De acordo com o 11º Batalhão da Polícia Militar, Gilcelan foi detido com um revólver calibre 32, uma moto e cerca de R$ 13 mil. Ele estava acompanhado de mais um homem, Jean da Costa, e foi encaminhado à Central de Flagrantes.

“Eles estavam praticando assaltos na cidade em uma motocicleta, roubando bolsas. Pegaram algo próximo de R$ 5 mil de uma vítima, depois R$ 6 mil e R$1.300 de outra vítima. Pelo relatado, eles estavam percebendo quem estava sacando dinheiro. Uma guarnição da Força Tática de Timon viu a movimentação, fazendo a abordagem. Eles foram reconhecidos pelas vítimas, estão na Central de Flagrantes, onde foi feito o boletim de ocorrência, e ficam à disposição da justiça”, afirmou o tenente Josélia Rocha após a prisão.

Detido, o jogador de 30 anos não compareceu ao treino preparatório do Altos, que joga contra o Piauí nesta quarta-feira (4), às 20h, nas semifinais do 2º turno do Campeonato Piauiense. Segundo o presidente do clube, Warton Matias Lacerda, porém, a prisão não passa de mal-entendido.

 “Segundo a advogada, Dra. Tânia, ele não tem nada a ver com isso. Ela já pediu a liberdade dele e ele poderá ser solto hoje. A pessoa que fez o assalto disse que ele não participou”, disse o presidente do Altos ao UOL Esporte.

“Como presidente do clube, eu tenho que esperar se ele está envolvido nisso ou não realmente. Então eu não quero ser injusto, eu não quero tomar uma atitude porque eu estou achando que ele é inocente, e aí vou tomar a providência correta. Se ele tiver alguma coisa a ver, ele vai pagar e assumir a responsabilidade. Segundo o que a advogada disse, ele estava no local errado e na hora errada. Afirmou categoricamente pra mim que ele não tem nada a ver com isso e o autor do crime confessou que o rapaz não tem nada a ver”, continuou o cartola.

Reprodução/Polícia do PI

Revólver calibre 32 e cerca de R$ 13 mil apreendidos com Gilcelan

Apesar da alegação do segundo suspeito de que Gilcelan é inocente, o jogador do Altos, segundo o delegado responsável pelo caso, Humaitan Silva de Oliveira, foi identificado por três vítimas como coautor do crime.

Segundo ele, os dois suspeitos teriam ido moto de Altos, do Piauí, à Timon, cidade do Maranhão na qual o jogador do detido, e assaltaram três mulheres “na saidinha do Banco do Nordeste”.

Sem antecedentes criminais, Gilcelan continua detido e pode ser transferido ainda nesta quarta a presídio no Maranhão. O segundo suspeito, Jean da Costa, no entanto, já havia sido fichado pela polícia.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *