Últimas

Jovem Alyson acusa Corinthians de assédio e vai à Justiça por liberação

Envolvido em um caso de desvio de dinheiro e que gerou demissões na base do Corinthians, o jovem atacante Alyson Motta, 15 anos, foi à Justiça atrás de liberação.

O clube, segundo Jaílton Lopes, novo empresário, solicitou multa de R$ 9 milhões para abrir mão de Alyson. Ele treina em separado no Corinthians desde que veio à tona no clube, em janeiro, um esquema com o agente americano Helmut Niki Apaza.

“Nós entramos há alguns dias na Justiça pedindo a nulidade do contrato por alguns motivos, em especial assédio moral junto ao clube”, explicou a advogada Gislaine Nunes ao UOL Esporte.

“Por conta da própria coisa de treinar separado, acompanhado do problema no contrato, configura assédio. Não é relativo às agressões que o pai sofreu do antigo empresário”, complementou Gislaine, que pede R$ 200 mil em indenização para Alyson.

Nos últimos dias, segundo Jaílton Lopes, Alyson deixou de ir ao Corinthians com medo de agressões e represálias por ter o nome envolvido em esquema que gerou três demissões, entre outros problemas. “A gente não sabe o que pode haver no caminho”, argumenta.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *