Justiça da Itália decide que roubar comida quando se tem fome não é crime

Em um julgamento nessa terça-feira, a Suprema Corte da Itália, em Roma, decidiu que o roubo de comida quando se está com fome não é crime. Na ocasião, a Justiça julgava o recurso de Roman Ostriakov, que pegou queijos e salsichas, em 2011, no valor de cerca de R$ 16, de um supermercado.

O ucraniano Ostriakov, que é morador de rua, havia sido sentenciado a seis meses de prisão e condenado a pagar 100 euros de multa. No entanto, a defesa dele apelou à corte mais alta e disse que ele “não poderia viver sem se alimentar e que praticou o ato por necessidade”.

Para o juízes, o direito à sobrevivência prevalece ao da propriedade. A corte disse ainda que em tempos de crise econômica “todos que vivem em um país civilizado nem mesmo o pior dos homens devem passar fome”.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *