Últimas

Mão robótica aprende sozinha a realizar tarefas melhor que humanos; veja

Pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveram uma mão biônica com cinco dedos que é capaz de aprender a realizar tarefas de maneira mais hábil do que mãos humanas. Além disso, ela não necessita de intervenção humana para melhorar seus movimentos.

A ADROIT Manipulation Platform, como é chamada, possui atuadores desenhados especificamente para ela, que permitem que seus dedos se movam mais rapidamente que dedos humanos. O dedão tem os mesmos movimentos que os de uma mão humana, mas um alcance de movimento muito maior. De acordo com o estudo publicado pelos criadores do robô, essas característiscas permitem que ela realize movimentos complexos, como digitar ou girar um objeto entre os dedos, mesmo que interferências externas ocorram.

O hardware da mão robótica, ao todo, tem um custo de cerca de US$ 300 mil. No entanto, seu principal diferencial é o software. Usando técnicas de aprendizagem de máquina, a ADROIT consegue se tornar cada vez melhor em realizar os movimentos para os quais ela é programada – chegando a ser capaz de fazê-los melhor que qualquer humano, segundo o GeekWire. Isso é possível graças a algoritmos desenvolvidos pelos pesquisadores.

Aprendendo sozinha

Esses algoritmos colhem dados de sensores presentes na mão robótica e das imagens captadas por câmeras que filmam seus movimentos. Os dados coletados são então processados por ele e alimentados novamente à ADROIT, que aprende com eles a realizar os movimentos de maneira mais eficiente e com melhores resultados. A demonstração abaixo mostra a mão aprendendo a girar um bastão entre os dedos:

[embedded content]

Segundo os pesquisadores, o próximo passo é ensinar o robô a manipular objetos que ele ainda não conhece. Para isso, ele poderia usar os dados e movimentos aprendidos com outros objetos para aprender outras formas de interação.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *