Últimas

MC Soffia se junta a Dexter para empoderar crianças na Virada Cultural

Há um ano, MC Soffia, com 11 anos e um laço rosa nos cabelos, comemorava a estreia na Virada Cultural, em São Paulo. Um ano depois, ela voltou ao evento, dessa vez sem laço, mas de óculos escuros e um casaco camuflado.

Apesar do visual diferente, Soffia continua interpretando e escrevendo rimas que abordam a cultura africana, valorização da autoestima de meninas negras e racismo. O público pareceu não se importar com quase uma hora de atraso do show, marcado para às 14h.

A tenda montada no parque do Ibirapuera para receber a rapper e outras atrações da Viradinha, programação infantil do evento paulistano, ficou pequena quando Soffia recebeu o rapper Dexter. “O rap mostra que temos que cuidar da educação. Fico feliz de ver quando Soffia entende sua história, canta sobre seu cabelo e raízes”.

Várias crianças passaram boa parte da apresentação no palco, ao lado da dupla. Erica Azevedo, 24, estava na plateia com a filha Amora, 4. “Conheço as músicas mais famosas da MC Soffia. Amora vai conhecer hoje. Acho super importante que minha filha tenha contato com quem fala de representatividade desde cedo.

Dexter ainda mandou um recado para o pastor Marco Feliciano. “Gente como ele não sabe o que a gente passou para chegar onde estamos. O que a nossa música passa é cultura. Você não tá com p… nenhuma. Nós aprendemos com a nossa religião, que é o hip hop. O jeito que você age, em nome de uma religião, não está com nada”.

Mais cedo, na mesma tenda, Tânia Khalill e Jair Oliveira reuniram muitas famílias. Juntos eles formam o grupo Grandes Pequeninos, em que cantam e contam histórias sobre ser diferente, usar a imaginação e respeitar a natureza. Só foi difícil achar um lugar na sombra da pequena tenda montada para a apresentação.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *