Últimas

Ministro da Defesa de Israel renuncia após perder a "confiança" de Netanyahu

Jerusalém, 20 mai (EFE).- O ministro da Defesa de Israel, Moshe Yaalon, anunciou nesta sexta-feira sua saída do cargo depois que o chefe de governo, o premiê Benjamin Netanyahu, ofereceu essa pasta a Avigdor Lieberman, líder do partido de extrema-direita “Israel é o Nosso Lar”.

O anúncio de Yaalon foi publicado nas redes sociais e o agora ex-ministro também renunciou a sua cadeira de deputado no parlamento israelense (Knesset) e revelou que está deixando a vida política, pelo menos temporariamente.

“Informei ao primeiro-ministro nesta manhã que, após suas recentes ações e eventos, e devido a sua falta de confiança em mim, renuncio ao governo, ao Knesset e darei uma pausa na minha vida política”, escreveu Yaalon.

A renúncia acontece depois das recentes desavenças de Yaalon com Netanyahu em torno da liberdade de expressão dos comandantes do exército israelense e apesar de a imprensa israelense ter informado que o chefe de governo estudou a possibilidade de designá-lo como ministro das Relações Exteriores em compensação.

No entanto, Netanyahu empreendeu nos últimos dias negociações com Lieberman a fim de ampliar sua coalizão governamental e entre as propostas para atraí-lo ao Executivo lhe ofereceu o Ministério da Defesa, além de promover uma proposta de lei para que a pena de morte seja aplicada a terroristas.

Desde as últimas eleições realizadas há um ano, Netanyahu conta com apenas 61 deputados no Knesset, um a mais que a maioria absoluta, por isso a incorporação do partido de extrema-direita, com nove cadeiras, lhe garante uma base mais sólida.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *