Ninho do Urubu: Zé Ricardo – Um técnico moderno e com cara de Flamengo

“O mais importante (e FUNDAMENTAL) para o sucesso do trabalho é que a diretoria dê ao técnico total respaldo e segurança para colocar em ações o que pretende”



GOAL Por Bruno Guedes


Como essa coluna pediu no ano passado após a demissão do Cristovão Borges, o Flamengo efetivou o técnico do Sub-20 do clube, Zé Ricardo. O novo treinador Rubro-Negro tem o perfil que muitos times fora do país já adotam há alguns anos, de um profissional que se preparou para o cargo, estudioso e que acima de tudo trabalha conforme a característica de cada jogador. Por isso trazemos um pouco do que esperar do trabalho que se inicia.

José Ricardo Mannarino tem 45 anos, recém-completados no último mês de março, e está no Flamengo desde 2012, quando assumiu a equipe Sub-15. Paciente e muito dedicado à preparação da equipe, Zé é adepto de bastante conversa individual para explicar o que deseja de cada um em suas estruturas táticas. Aberto ao diálogo, consegue transmitir e tirar o que quer individualmente. Mas é com bastante treinos que ele coloca em prática o explicado.

Jogadores e profissionais que trabalharam com o técnico dizem que ele busca que os atletas conheçam bastante os seus adversários, os pontos fortes e fracos. Essa filosofia de conscientizar quem entra em campo para ler o jogo é elogiada até por adversários que enfrentaram as equipes do Zé, chamando a atenção para a inteligência em cada situação que o jogo exige.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Zé vira aposta | O 10º técnico da atual gestão | FERJ coloca o Fla na justiça


Com uma visão atualizada do futebol praticado atualmente, Ricardo gosta de implantar em seus times o 4-1-4-1, variando para o 4-2-3-1 quando tem a bola. Na base do Flamengo, principalmente no Sub-20, aplicava uma defesa sólida e que dava muita dificuldade aos adversários para fazer gol. Com isso, gosta de saída rápida em direção ao gol, explorando bem os contra ataques de velocidade, o que pode ser bem usado com os jogadores do elenco Rubro-Negro atual.

O trabalho do Zé Ricardo não vai aparecer da noite para o dia. É preciso que a torcida tenha muita paciência e que o deixe trabalhar, porque ele vai precisar. Porém o mais importante (e FUNDAMENTAL) para o sucesso do trabalho é que a diretoria dê ao técnico total respaldo e segurança para colocar em ações o que pretende. E claro, esquecer a contratação de outro treinador, principalmente Abel Braga. A solução está em casa, não fora dela.

Bruno Guedes é músico, apaixonado por futebol e beisebol. Brasiliense por certidão e carioca de coração, acredita no futebol brasileiro e tem Romário como o maior jogador que viu dentro das quatro linhas.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *