Obras roubadas de museu em Verona são achadas na Ucrânia

VERONA, MOSCOU E ROMA, 11 MAI (ANSA) – As 17 obras roubadas do Museu de Castelvecchio, em Verona, no norte da Itália, em novembro passado foram encontradas na região de Odessa, na Ucrânia.   

Segundo Viktor Nazarenko, comandante da polícia de fronteira ucraniana, a descoberta ocorreu no último dia 6 de maio – apesar de ter sido noticiada apenas nesta quarta-feira (11) -, e os quadros entraram no país pela vizinha Moldávia.   

O objetivo dos ladrões era vendê-los na Ucrânia e na Rússia.   

Para isso, os expediram para o território ucraniano usando serviços postais internacionais, mas as obras foram interceptadas em uma ilha no rio Dnister perto da Transdnístria, região separatista da Moldávia.   

Elas estavam escondidas entre arbustos verdes e envoltas em sacos plásticos. “Estes quadros são as estrelas do Museu de Castelvecchio”, disse o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, ao cumprimentar as forças de segurança do seu país por terem encontrado as peças, cuja autenticidade foi comprovada por uma perícia em 7 de maio.   

“Podemos dar um grande suspiro de alívio. É um pedaço importantíssimo de Verona que volta aos cidadãos da cidade e a todo o mundo”, afirmou o prefeito do município italiano, Flavio Tosi. Além de ter achado os quadros, a polícia da Ucrânia também prendeu suspeitos de envolvimento no crime.   

O valor das peças levadas do Museu Castelvecchio é estimado entre 10 e 15 milhões de euros. Entre elas estão obras-primas de Tintoretto, Peter Paul Rubens, Antonio Pisanello e Jacopo Bellini. O roubo havia sido cometido por três bandidos armados que renderam funcionários do espaço cultural para invadi-lo.   

Tanto os seguranças quanto a caixa que trabalhavam no museu foram amarrados com fitas adesivas e mantidos sob constante vigilância por um dos ladrões. O Castelvecchio é o principal museu de Verona e fica no Castelo Scaligero, uma fortaleza erguida em 1354. Restaurado entre 1958 e 1974 com um projeto do arquiteto Carlo Scarpa, ele se divide em 29 salas distribuídas por vários níveis. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *