Presidente da Turquia coloca em dúvida progresso de acordo anti-imigração com UE

ISTAMBUL (Reuters) – O presidente turco, Tayyip Erdogan, jogou mais água fria nas esperanças de progresso com a Europa em um plano para conter o fluxo migratório, sugerindo neste sábado que Ancara não mudaria suas leis antiterrorismo apenas para cumprir com exigências da União Europeia. 

A UE pediu para que Estados-membros concedessem entrada sem necessidade de visto para turcos, em troca da ajuda de Ancara para evitar que imigrantes cheguem à Europa, mas disse que a Turquia ainda precisa mudar algumas leis, incluindo sua legislação antiterrorismo, para ficar mais alinhada com os padrões da UE.

O acordo sobre imigração entre Bruxelas e Ancara foi negociado pelo primeiro-ministro Ahmet Davutoglu, que anunciou, nesta semana, sua decisão de deixar o cargo, seguindo semanas de tensões públicas com Erdogan.

“Aqueles que pedem para que a Turquia mude suas leis sobre terrorismo devem, primeiro, remover as tendas terroristas erigidas do lado de fora do Parlamento Europeu”, disse Erdogan em um discurso a apoiadores na cidade de Matalya, leste do país. 

Ele se referia a autoridades belgas, que permitiram que apoiadores do proscrito Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) organizasse protestos do lado de fora de uma cúpula entre UE e Turquia em março. 

(Por David Dolan)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *