Receita Federal doa equipamentos avaliados em R$ 4 milhões a hospital do Rio

A Secretaria da Receita Federal, por meio da Alfândega do Aeroporto Internacional Tom Jobim-Rio Galeão, doou nesta sexta-feira uma carga de equipamentos médicos ao Hospital Geral de Bonsucesso, avaliada em R$ 4.187.117,30. Entre os equipamentos, estão monitores cardíacos, aparelhos para endoscopia, aparelhos oftalmológicos e outros instrumentos médicos.

“São equipamentos importados de ótima procedência e qualidade que, certamente vão ser muito úteis ao hospital”, disse o inspetor-chefe adjunto da Alfândega do Galeão, Fernando Fraguas.

A carga envolve mercadorias importadas de forma irregular, além de bens apreendidos em bagagens e em encomendas postadas nos Correios entre os anos de 2011 e 2015. Essa é a segunda vez que a Receita Federal doa equipamentos ao Hospital Geral de Bonsucesso. Já foram efetuadas doações também ao Hospital do Andaraí e ao Hospital da Aeronáutica. O órgão está no momento com processo em aberto de equipamentos com destinação ao Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), do Ministério da Saúde.

A maioria das apreensões está ligada a processos de importação em que foram detectadas fraudes, como falsa declaração de conteúdo e interposição de terceiras pessoas, popularmente conhecidas por “laranjas”, sem condições econômico-financeiras para sustentar aquela importação. A pena para os importadores foi a perda dos produtos, disse Fernando Fraguas.

Em outros casos, as mercadorias foram apreendidas em bagagens de viajantes, que não podiam trazer bens com destinação comercial. O mesmo ocorreu em relação a remessas efetuadas pelos Correios. No caso específico de hoje, Fraguas explicou que como se tratava de bens servíveis da área de saúde, a decisão foi para doar ao Hospital Geral de Bonsucesso. A doação foi feita no Terminal de Carga do Aeroporto Internacional do Galeão, Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *