Últimas

Rival do Snapchat propõe vídeos sem edição nenhuma; conheça

Lançado no ano passado, o app Beme, uma espécie de concorrente do Snapchat, fez bastante sucesso nas primeiras semanas, atingindo 500 mil downloads e 1 milhão de vídeos enviados. A euforia, no entanto, não durou muito: com a versão beta recheada de bugs e muito trabalho a fazer, o app caiu no esquecimento.

Reprodução

O Beme foi lançado por Casey Neistat, uma estrela do YouTube. Segundo ele, foi esse o grande problema. “Por causa do meu alcance social e da forma como anunciei o Beme no YouTube, a notícia foi compartilhada organicamente, rapidamente. Fomos surpreendidos pelo entusiasmo das pessoas, maas logo depois percebemos que o aplicativo não era onde queríamos que fosse. Nós ainda tinhamos um monte de trabalho a fazer”, explica ele.

[embedded content]

Diferencial
O Beme funciona de um jeito bem parecido com o Snapchat: os usuários podem capturar e compartilhar vídeos de até 8 segundos que desaparecem depois de exibidos. A diferença do app é o fato de as pessoas não conseguirem visualizar o que estão postando – os vídeos são enviados automaticamente.
Para gravar um vídeo, basta colocar o dedo no sensor de proximidade do app. Ao soltá-lo, a postagem é feita rapidamente. “No Snapchat há carinhas divertidas, filtros e desenhos no feed, e todos eles são expressões criativas. No entanto, o Beme é menos sobre uma expressão que representa a criatividade de alguém e mais sobre como compartilhar o que está à sua frente como uma peça bruta de vídeo”, explica.

Reprodução

Recomeço
Depois de alguns meses e reformas, o Beme está disponível novamente para download. A atualização traz novas ferramentas, como um feed mais organizado e a possibilidade de voltar para visualizar vídeos antigos. Há ainda novas fotos de perfil que trazem a foto de um usuário e o conteúdo recentemente compartilhado.

O Beme está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Via Mashable

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *