Últimas
20160520095517

Samsung aumenta sua vantagem sobre a Apple no mercado de smartphones

De acordo com dados da empresa de pesquisa de mercado Gartner, a Samsung detém quase um quarto do mercado mundial de smartphones. No primeiro trimestre de 2016, 23,2% dos dispositivos vendidos no mundo foram da empresa coreana, contra apenas 14,8% da Apple.

Esses número mostram um aumento da diferença entre as duas empresas mais fortes nesse mercado. No primeiro trimestre de 2015, essa diferença era de 6,2% (contra 8,4% agora). Ainda assim, ele evidencia uma perda de espaço no mercado das duas empresas. Nos três primeiros meses do ano passado, a Samsung detinha 24,1% do mercado, e a Apple 17,9%.

As principais responsáveis por essa perda foram as marcas chinesas Huawei, Oppo e Xiaomi, que ocupam respectivamente a 3º, 4ª e 5ª posição no setor. A Huawei passou de 5,4% para 8,3% do mercado; a Oppo, de 2% para 4,4%, e a Xiaomi de 4,4% para 4,3%. O desempenho das cinco maiores marcas do mercado de smartphones no primeiro trimestre de 2016 pode ser visto abaixo:

Reprodução

Mercado global

Ao todo, o mercado mundial de smartphones cresceu 3,9% no último ano, passando de 336 milhões de dispositivos vendidos para 349 milhões. Como a tabela acima mostra, as vendas da Samsung se mantiveram estáveis, enquanto as da Apple caíram 14% no período. Foi a primeira vez que a empresa de Tim Cook registrou uma queda de mais de 10% na venda de iPhones entre dois períodos.

Se houve uma marca que teve desempenho superior a todas as demais no período, porém, foi a Oppo. Ela teve um crescimento de 145% de suas vendas em um ano, saltando de 6,5 milhões para 16,1 milhões. A Huawei também cresceu bastante, saltando de 18,1 milhões para 28,8 milhões no mesmo período.

O desempenho dessas marcas acabou prejudicando principalmente a Lenovo, que saiu do grupo das cinco maiores marcas do mercado após ver uma queda de cerca de 33% em suas vendas ano a ano. Apenas na China, segundo o PhoneArena, as vendas da empresa caíram 75%. 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *