Semthas realiza caminhada contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

A Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social – Semthas realizou na manhã desta terça-feira (17), uma caminhada entre o bairro Senhor do Bonfim (Oiteiro) e o bairro Nossa Senhora de Fátima (Coreia), contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. Os participantes: Conselheiros tutelares, funcionários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, alunos e professores da Escola Municipal Irmã Jolenta; saíram da sede do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), se uniram para conscientizar os moradores das duas localidades a importância de denunciar por meio do Disk 100 e acabar com a impunidade.

 

Foi destacado durante o evento, a importância do dia 18 de maio, data criada após a ocorrência de um crime em 1973, quando a menina Araceli Cabrera Sanches, de apenas 8 anos, foi violentada e morta. Os responsáveis permaneceram impunes.

 

“Quando tocam nosso corpo de forma indevida temos que denunciar, não se pode ficar calado, por isso é importante o disk 100”, explicou o conselheiro tutelar Alisson Dantas, em conversa com um grupo de crianças presentes ao evento.

 

O psicólogo e coordenador do CRAS, Marcos Vinicius Barbosa, destacou o trabalho de conscientização, que está sendo feito nas escolas municipais Rotary e Irmã Jolenta, com as crianças.

 

“Todas as crianças e adolescentes tem o direito de ter a sua intimidade preservada. Isso precisa ser respeitado. Somos parceiros do Conselho Tutelar no enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes, por isso é importante que todos os casos desse tipo sejam denunciados”, encerrou o coordenador.

 

 

Texto e foto: Thiago Sobral 

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *