Últimas

Serviços médicos atendem familiares das vítimas do avião da EgyptAir

Cairo, 19 mai (EFE).- Os serviços médicos egípcios atenderam nas últimas horas no aeroporto internacional do Cairo os familiares das vítimas do avião da Egyptair que caiu nesta madrugada sobre o Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo, na maioria dos casos por ataques nervosos e altas de pressão sanguínea.

Segundo informou o Ministério da Saúde egípcio, um parente de um dos passageiros do avião acidentado foi internado em um hospital da capital egípcia após sofrer um ataque nervoso no aeroporto internacional do Cairo.

Os serviços médicos, segundo detalhou a agência oficial egípcia “Mena”, atenderam 10 parentes das pessoas que viajavam no Aribus A320, que caiu sobre as águas do Mediterrâneo após desaparecer dos radares às 2h45 (horário local, 21h45 de Brasília).

O Ministério indicou que os familiares sofreram ataques nervosos e altas de pressão sanguínea como consequência do trauma após saber que a aeronave, que tinha decolado de Paris com destino ao Cairo, tinha desaparecido.

Nove dos casos puderam ser tratados pelos médicos no aeroporto, mas uma pessoa teve que ser transferida a um hospital da capital egípcia.

No aeroporto se viveram momentos de angústia entre os familiares, que evitaram fazer declarações à imprensa, como pôde constatar a Agência Efe.

As autoridades egípcias ativaram uma sala para atender aos familiares das vítimas e os transferiram a hotéis do Cairo.

Entre as pessoas que viajavam no avião havia 30 egípcios e 15 franceses, entre outras nacionalidades.

A Egyptair fretou uma aeronave de Paris com familiares dos desaparecidos.

Os primeiros destroços da aeronave foram localizados 50 milhas ao sul da ilha grega de Kárpatos, segundo confirmaram as autoridades gregas e egípcias que participam dos trabalhos de busca e resgate.

Ainda se desconhece a causa da queda, mas autoridades egípcias e francesas cogitam todas as hipóteses, inclusive uma ação terrorista. EFE

jfu/rsd

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *