Últimas

Simeone é o homem que matou o "tiki-taka"

Técnico soube superar times montados por Guardiola para chegar duas vezes na final da Liga dos Campeões

Todo time que consegue eliminar uma equipe treinada por Pep Guardiola na Liga dos Campeões se torna campeão do torneio. Esse fato existe e agora os torcedores do Atlético de Madrid torcem para que ele continue verdadeiro.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Polícia evacua metrô | Lenda e revanche se encontram | CR7, a mistura perfeita


Resistir ao estilo opressivo dos times de Guardiola é algo premiado com a glória. Foi assim com a Inter de Milão de José Mourinho, o Chelsea de Roberto Di Matteo, o Real Madrid de Carlo Ancelotti e o Barcelona de Luis Enrique.

No caso do Atlético, o técnico Diego Simeone é decisivo para o sucesso. Ele tem o caminho certo contra aquilo que é chamado de “tiki-taka” – apesar de Pep Guardiola não gostar dessa expressão. Tanto que o argentino bateu o Barcelona, antigo time de Guardiola, nas quartas de final desta Liga dos Campeões, e depois eliminou o Bayern de Munique treinado pelo espanhol.

“Os jogadores do Atlético têm uma fantástica confiança em seu treinador. Simeone foi capaz de construir isso – não apenas uma relação tática ou técnico, mas também pessoal”, afirmou Carlo Ancelotti, ex-técnico do Real Madrid.

Números do Atlético de Madrid na Champions:

Os jogadores estão realmente convencidos de tudo que ele faz. Eles estão fazendo de tudo pelos seus companheiros, pelo clube e pelos torcedores. “É um fantástico líder. Todo mundo no Atlético reconhece a qualidade e a motivação que Simeone traz”, reforçou Ancelotti.

Simeone identificou os problemas no “tiki-taka” e soube explorá-los. Existe, por exemplo, a bola rápida no meio-campo, o predomínio nas jogadas aéreas, o meio-campo com dois cães de guarda e compromisso com o espaço entre as linhas. Simeone soube ganhar do Barcelona e do Bayern com menos posse de bola. Provou que isso não é decisivo e assim tornou-se o homem que matou o “tiki-taka”.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *