Últimas

Sobe para 20 o número de mortes confirmadas por chikungunya em Pernambuco

Índice de Infestação do Aedes aegypti, indica situação de risco de surto em 91 e alerta em 77 municípios. Foto: APF PHoto
Índice de Infestação do Aedes aegypti, indica situação de risco de surto em 91 e alerta em 77 municípios. Foto: APF PHoto

Subiu de 12 para 20 o número de mortes confirmadas por chikungunya em Pernambuco esta semana. Foram nove óbitos no Recife, dois em Jaboatão dos Guararapes, dois em Timbaúba, um em Camaragibe, um em Igarassu, um em João Alfredo, um em Nazaré da Mata, um em Paulista, um em Toritama e um em Vitória de Santo Antão.

Os dados, do novo boletim divulgado nesta terça-feira pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) levam em consideração um total de 199 mortes suspeitas por arborisores registradas de três de janeiro a 30 de abril deste ano. Há ainda cinco óbitos confirmados por dengue (Caruaru, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Timbaúba e Venturosa) e uma morte descartada para as arboviroses. As demais estão em investigação. Também foram registrados 225 casos de formas graves das arboviroses, com 47 confirmações e um descarte. Em 2015, no mesmo período, foram 25 óbitos suspeitos de dengue e oito com resultado laboratorial positivo para dengue e nenhuma morte confirmada por zika ou chikungunya.

O boletim aponta para um total de 67.165 casos de notificados de dengue, com 12.320 confirmados e 13.285 descartados, distribuídos em 184 municípios e no distrito de Fernando de Noronha. Os dados representam uma diminuição de 3,47% em relação ao mesmo período de 2015, quando foram notificados 69.577, sendo 33.184 confirmados.

Em relação à chikungunya foram notificados 18.678 em 184 municípios e no distrito de Fernando de Noronha, sendo 3.732 confirmados e 4.994 descartados.
Em 2015, foram notificados 2.605 casos suspeitos da doença, sendo 450 confirmados (três importados, dois no município de Iguaraci e 01 em Itaíba, todos com infecção no estado da Bahia; e 447 confirmados autóctones, sendo 220 na região metropolitana do Recife) e 589 casos foram descartados.

O vírus da zika é apontado em 9.216 casos suspeitos em 142 municípios e no
distrito Fernando Federal. Desses, 23 foram confirmados e 171 descartados.
Em 2015, desde o início das notificações obrigatórias de zika (a partir de 10/12), foram notificados 1.386 casos da doença. Em 2015, foram confirmados 46 casos de zika em 20 municípios (Bom Jardim, Camaragibe, Caruaru, Flores, Goiana, Glória de Goitá, Frei Miguelinho, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Lagoa do Carro, Manari, Olinda, Paudalho, Paulista, Petrolândia, Recife, São José do Egito, Serra Talhada, Surubim e Vertentes).

O segundo Índice de Infestação Predial do 2º ciclo do LIRAa (Levantamento de índice Rápido do Aedes aegypti), que indica o risco de transmissão da dengue em uma população, demonstra situação de risco de surto em 91 municípios, situação de alerta em 77 municípios e satisfatório em 15 municípios. Um município (Serra Talhada) não informou o resultado do 2o LIRAa. Fernando de Noronha não tem indicação técnica para realização do levantamento.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *