TAS recomenda à Fifa que reconheça Gibraltar como "membro pleno" da entidade

Paris, 2 Mai 2016 (AFP) – O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) recomendou à Fifa que “tome as medidas necessárias para reconhecer a Federação de Futebol de Gibraltar (GFA) como um membro pleno” da entidade, em comunicado publicado nesta segunda-feira.

Em comunicado publicado um pouco mais tarde, a Fifa respondeu, afirmando que “o Comitê da Fifa deverá discutir esse tema na próxima reunião, nos dias 9 e 10 de maio, e decidirá em seguida os próximos passos”.

No comunicado, a Fifa explica que poderia inclusive incluir a pauta da “candidatura de Gibraltar” em seu próximo Congresso, em 12 e 13 de maio, no México.

“Em 26 de setembro de 2014, o Comitê Executivo da Fifa informou à GFA que as exigências para admissão na Fifa não haviam sido respeitadas e que a não submeteria a candidatura da federação ao voto do Congresso da Fifa, que é o órgão autorizado a admitir novos membros da Fifa”, explicou o TAS em seu comunicado.

“A GFA apelou contra esta decisão ao TAS, afirmando que a Fifa rejeitou de maneira imprópria sua candidatura e que o TAS deveria outorgar diretamente a adesão à Fifa”, continuou a máxima entidade jurídica do esporte.

“Os juízes do TAS se recusaram a outorgar diretamente a adesão à GFA”, mas “ordenaram por unanimidade o Congresso da Fifa a tomar todas as medidas necessárias parar reconhecer a federação de Gibraltar como membro pleno, o mais rápido possível”.

Em 2006, a federação de Gibraltar pôde aderir à Uefa por decisão do TAS. Gibraltar, território britânico com cerca de 30.000 habitantes e reivindicado pela Espanha, se tornou em maio de 2013 o 54ª membro da Uefa.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *