Transporte será o desafio durante a Paraolimpíada, diz presidente do Comitê

A cem dias do incio dos Jogos Paraolmpicos do Rio, a maior incerteza recai sobre o vaivm em um evento que rene mais de 4.000 atletas.

Na Olimpada, sero cerca de 10.500 competidores.

A preocupao vem de Philip Craven, 65, presidente do Comit Paraolmpico Internacional. Se na Olimpada, a prefeitura do Rio prev pelo menos trs feriados (5, 18 e 22 de agosto), para a Paraolimpada a cidade estar em plena atividade —ocorrer de 7 a 18 de setembro.

Folha, o dirigente ingls falou ainda sobre a baixa procura por ingressos, a crise econmica e a zika.

Olivia Harris – 28.ago.12/Reuters
ORG XMIT: OCH104 Paralympian and International Paralympic Committee (IPC) President Philip Craven speaks during the torch relay ceremony at Stoke Mandeville Stadium in Buckinghamshire August 28, 2012. REUTERS/Olivia Harris (BRITAIN - Tags: SOCIETY)
O presidente do Comit Paraolmpico Philip Craven

EXPECTATIVA

“Com base em eventos internacionais ao longo deste ciclo, tenho certeza de que a Rio-2016 ser a melhor edio da histria dos Jogos Paraolmpicos em termos de desempenho atltico. Eu j posso afirmar isso com antecedncia. Eu estou muito otimista.”

BAIXA PROCURA POR INGRESSO

“Soube que houve uma reviso na carga de ingressos postos venda, que passou de 3,1 milhes para 2,5 milhes. Isso aconteceu uma vez que as instalaes foram completadas e muitos assentos tiveram de ser inutilizados devido a posies de mdia. Eu fui informado que um tero desta carga de tquetes foi vendido. Ou seja, houve uma melhora. Acredito que, no momento em que se iniciar a febre da Olimpada, as pessoas vo se interessar.”

RIO X LONDRES

Os organizadores da Rio-2016 tinham como meta quebrar o recorde de venda dos Jogos Paraolmpicos de Londres e ter arenas lotadas. Apesar da baixa procura, Craven disse que acredita no potencial do evento do Rio.

“Eu tenho certeza que podemos ter estdios lotados. Houve aumento na divulgao e se mostrou a importncia de ter um ingresso. Ser uma chance de os brasileiros sentirem grande orgulho de seu pas. O time brasileiro ter grandes resultados e a histria prova que nesta situao o pas encampa os atletas.”

TRANSPORTE

“Quanto segurana, temos absoluta confiana nas medidas que foram tomadas e anunciadas at agora. Mas, em relao ao transporte durante a Paraolimpada, uma situao diferente. Estamos cientes de que o Rio voltar ao trabalho em setembro depois dos feriados estabelecidos para agosto, nos Jogos Olmpicos. Porm, h muito trabalho a fazer, sobretudo na comunicao com [o prefeito Eduardo] Paes e sua equipe sobre as necessidades de fazer ajustes nos transportes.

Acho que os atletas chegaro no horrio de competir, claro, s que um desafio.”

POSSVEL TER MAIS FERIADOS?

“Tomando Londres como exemplo, houve um perodo fantasma durante os Jogos Olmpicos [j que muitos deixaram a cidade], e se dizia que quando a vida normal fosse retomada, j na poca da Paraolimpada, seria difcil.

No foi. No acho justo pedir dois meses de frias para as cidades-sedes. Estamos confiantes que as medidas postas em prticas sero suficientes.”

ZIKA

O dirigente descartou fornecer camisinhas ou repelentes aos atletas. “Isso fica a cargo de cada delegao. Todos tm de tomar precaues, mas as autoridades esto se esforando. O esforo feito para os Jogos Olmpicos ser o mesmo para os Jogos Paraolmpicos.”

BRASIL EM CRISE

“A situao econmica e poltica tem um efeito tremendo na operao dos organizadores. Mas confio que o mundo do esporte vai se unir e dar um jeito de fazer com que os Jogos sejam um sucesso. Quero que o Brasil os veja como algo que vai revitalizar a nao.”

RAIO X — PHILIP CRAVEN

NASCIMENTO
4.jul.1950 (65 anos), em Bolton, Inglaterra

COMO ATLETA
Foi s Paraolimpadas de Munique (1972), Montral (1972), Moscou (1980), Los Angeles (1984) e Seul (1988), nas modalidades de basquete em cadeira de rodas, natao e atletismo. No conquistou, porm, medalhas no evento.

COMO DIRIGENTE
presidente do Comit Paraolmpico Internacional desde 2001, e membro do Comit Olmpico Internacional desde 2003.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *