Últimas

Vardy abre academia de futebol para 'jovens esquecidos'

Londres, 10 Mai 2016 (AFP) – O atacante Jamie Vardy, destaque do título histórico do Leicester na Premier League inglesa, anunciou nesta segunda-feira a abertura de uma academia de futebol para receber jovens talentos que, como ele, ficaram fora das categorias de base dos grandes clubes.

“Me disseram que eu era baixinho, que não estava preparado fisicamente”, lembrou o atleta de 29 anos, na apresentação oficial da V9 Academy.

“Não é possível avaliar se um jovem é bom o bastante aos 15 ou 16 anos porque ele ainda não terminou seu crescimento e seu desenvolvimento. Espero encontrar esses jogadores que ficaram fora do quadro tradicional das categorias de base para que possam estourar na nossa academia”, acrescentou.

“Se eu consegui isso, deve servir de exemplo para outros. Nossos jogadores trabalharão duro, não será fácil. Daremos condições de treinamento e acompanhamento dignos da Premier League. Nunca esquecerei meu passado de jogador amador”, completou Vardy.

Hoje na seleção inglesa, o atacante jogava na sétima divisão há seis anos, dividindo o tempo entre os treinos e o trabalho numa fábrica.

Excluído das categorias de base do Sheffield Wednesday quando era adolescente, Vardy estourou nesta temporada, anotando nada menos de 24 gols na campanha vitoriosa do Leicester, azarão que surpreendeu a todos ao conquistar o título inédito da Premier League.

– Ranieri quer manter o elenco -Enquanto o artilheiro abria sua academia na Inglaterra, o técnico Claudio Ranieri recebia um prêmio na Itália.

“A ficha ainda não caiu. Estávamos preparados para lutar para não cair e aconteceu o que aconteceu”, declarou o profissional de 64 anos ao receber o prêmio Enzo Bearzot, que recompensa todo ano o melhor treinador italiano.

“Não é fácil conquistar um título na Inglaterra, mas nunca esquecerei que eu ganhei meu primeiro ‘Scudetto’ com o Cagliari”, lembrou Ranieri, que foi campeão da terceira divisão com o clube da Sardenha, com o qual subiu em seguida para a Série A.

O treinador fez questão usar sua trajetória como exemplo de superação para jovens que estavam presentes na cerimônia, na sede do Comitê olímpico italiano (Coni), lembrando que, antes de assumir o comando do Leicester, foi demitido depois de apenas quatro meses à frente da seleção grega.

“Lá, eu perdi, hoje estou ganhando. Mas o importante é que nunca desisti. Por isso eu digo: ‘não desistam nunca, olhem sempre para frente e não pensem em esporte pelo dinheiro, mas como uma forma de lutar juntos por um futuro melhor”, filosofou.

Em entrevista ao Daily News, Ranieri disse que tem a esperança de que a diretoria consiga “manter todos os jogadores” do elenco, apesar do assédio de grandes clubes.

“É importante para nós, mas também para eles, porque ainda não disputaram a Liga dos Campeões. É preferível que aproveitem mais uma ano aqui antes de irem”, completou.

thw-cd/mcd/lg

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *