Últimas

Venezuela vai adiantar relógios em 30 minutos neste domingo para poupar energia

A madrugada deste domingo (1º) será mais curta para os venezuelanos, uma vez que, às 2h30, o horário oficial será adiantado em 30 minutos, uma medida ordenada pelo governo de Nicolás Maduro ante a crise energética.

“A decisão tomada pelo presidente é de voltar ao fuso horário de quatro horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich (-04H00 GMT)”, anunciou semanas atrás o ministro da Educação Universitária, Ciência e Tecnologia, Jorge Arreaza.

A mudança de horário faz parte de uma série de medidas tomadas pelo governo Maduro para reduzir o consumo de energia em um país que enfrenta cortes programados de quatro horas, segundo um plano de racionamento em quase todo o país, mas também por apagões de horas de duração.

Paradoxalmente, a Venezuela havia atrasado seus relógios em 30 minutos em 9 de dezembro de 2007 para poupar energia, por ordem do então presidente, Hugo Chávez (morto em 2013), localizando-se no fuso horário de -04H30 GMT desde então.

A crise elétrica exacerbou o descontentamento social com o governo de Nicolás Maduro, o qual, segundo pesquisas, 60% dos venezuelanos querem que tenha o mandato revogado. O governo justifica o racionamento de energia citando a seca causada pelo fenômeno El Niño, afirmando que a mesma é a pior em 40 anos.

Outras medidas para reduzir o consumo de energia são a redução para dois dias semanais da jornada do setor público, e que as escolas funcionem apenas de segunda a quinta. Os centros comerciais funcionam em horário restrito e devem gerar parte da energia que utilizam.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *