Agentes de unidades socioeducativas poderão ter direito a porte de arma

Os agentes das unidades socioeducativas que atendem adolescentes infratores poderão ter direito ao porte de armas. É o que determina o PLS 256/2016, do senador Hélio José (PMDB-DF), que está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). De acordo com o senador, os profissionais que trabalham nesses locais sofrem, com frequência, graves ameaças fora do local de trabalho. Para garantir o porte de arma aos agentes, a proposta altera o Estatuto do Desarmamento.

Clique para ler o projeto de lei

Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook