Últimas

Análise: Como o título do Leicester impacta e pressiona o Arsenal

Time grande inglês sem vencer um título importante há mais tempo, Gunners desperdiçaram a chance de conquistar a Premier League e se preparam para 2016/2017

Se quase todo mundo ficou feliz com o título do Leicester, pelo menos uma torcida olhou torto para este momento histórico. Mesmo com o pulo para o vice-campeonato na última rodada e a vaga na Champions League, os fãs do Arsenal sofreram mais um ano na fila da Premier League, talvez na temporada mais fácil na última década.

Amargando o jejum mais longo entre os maiores clubes ingleses, os Gunners disputaram a taça até quase o fim do Campeonato Inglês, só que acabaram vendo os azarões Tottenham e Leicester polarizarem a luta, que terminou com um final mais do que feliz para os Foxes.


(Foto: Reprodução)

Como aponta o correspondente da Goal no Emirates Stadium, Chris Wheatley, o time de Londres começou a temporada pensando nesta desejada conquista.

“Arsène Wenger estava convencido de que o clube lutaria pelo título e considerou a chegada de Petr Cech como a ‘peça final do quebra-cabeças’. Lógico que ele não esperava que seria um desafio fácil, mas ninguém imaginava os desdobramentos dos nove meses seguintes”, comenta.

“Com a inconstância dos maiores rivais, os torcedores acreditavam na conquista e Wenger e a maioria dos especialistas sentiram que a equipe tinha uma oportunidade perfeita para ganhar o campeonato.”


GOALLEIA MAIS: GOAL
Arsenal quer Mahrez | Giroud não tem medo de Vardy | Arsenal pagará multa de Vardy


Só que o conto de fadas do time de Claudio Ranieri foi o grande obstáculo para o Arsenal. Mas o desempenho incrível do Leicester não foi o único motivo para a perda da sonhada taça. Mesmo com uma jornada de espetacular de Mesut Özil, em alguns momentos faltou uma artilheiro que colocasse a bola pro fundo das redes.

“Em primeiro lugar, Wenger falhou em não trazer um grande reforço na janela de transferências de início do ano, um erro que custou caro. Muitos torcedores diziam que precisava chegar um Higuaín ou Luis Suárez”, afirma o jornalista.

A evolução do Arsenal na Premier League 2015/2016

“Mas este não foi o único problema. As lesões de jogadores importantes em diferentes pontos da temporada não ajudaram – especialmente Santi Cazorla, que sem dúvida é um dos mais importantes do clube. No geral, a complacência contra os times menores e ingenuidade defensiva também custou pontos ao Arsenal, que realmente deveria ter sido campeão.”

Agora resta seguir o exemplo do valente Leicester e lutar para fazer modificações pontuais no elenco para dar o passo que faltou na última temporada. Arteta, Flamini e Rosicky estão de saída e nomes como Debuchy, David Ospina e Szczesny devem seguir o mesmo caminho.


(Foto: Getty Images)

Mais importante para o torcedor é quem chega. E a estrela em ascensão Jamie Vardy, vice-artilheiro da Premier League e convocado para a Eurocopa 2016, está quase acertado para resolver de uma vez por todas o problema no ataque dos Gunners. Mas nada adiantará se o espírito da equipe não for vencedora.

“Leicester é um exemplo do que trabalho duro e espírito de equipe podem trazer. Eles fizeram um ótimo trabalho de scouting, análise de dados e tiveram um treinador que fez seus jogadores seguirem táticas pré-determinadas. Parece tão simples, mas é algo Arsenal tem sido incapaz de reproduzir por mais de uma década”, conclui Chris Wheatley.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook