Após lesão, Gabi supera medo do corte da Olimpíada e diz que 2016 é seu ano

Tricampe e destaque da Superliga com o Rio, ouros no Grand Prix de 2013 e 2014 –ano este no qual tambm foi bronze no Mundial–, presena certa nas convocaes do tcnico Jos Roberto Guimares, a ponteira Gabi estava com receio de no jogar a Olimpada do Rio, em agosto.

O medo foi desaparecendo medida em que a mineira de 22 anos viu sumirem as dores no tornozelo esquerdo, que torceu em maro deste ano, ainda na Superliga, mas detectou que era um problema mais grave ao se apresentar seleo brasileira, em abril.

Ela est entre as escolhidas por Z Roberto para enfrentar a Itlia nesta quinta (9), s 14h10, estreia da seleo no Grand Prix, na Arena Carioca 1, no Parque Olmpico do Rio. A competio vai at o incio de julho e ser fundamental para a definio das 12 jogadores que disputaro a Olimpada do Rio.

“No incio fiquei com um pouco de medo [do corte], mas a comisso e as meninas passaram muita confiana para mim. Tambm estou fazendo um trabalho na minha cabea, para no deixar isso me atrapalhar”, afirma Gabi Folha.

” meu ano, meu grande sonho disputar essa Olimpada. Para disputar essa vaga com as meninas, no vai ter dor, no vai ter tornozelo que me atrapalhe para brigar por essa vaga”, completa a ponteira.

Experiente apesar de ser a segunda mais jovem do grupo da seleo –apenas a levantadora Naiane, tambm nascida em 1994, ainda no completou 22 anos–, Gabi conta com a confiana de Z Roberto para estar em plenas condies fsicas nos Jogos, em agosto.

“A contuso da Gabi era a que mais me preocupava, a que mais deixava meu cabelo em p. Ela est voltando bem”, comenta o treinador da seleo.

Apesar da necessidade de seis jogadoras ainda precisarem ser cortadas do grupo que vai para a Olimpada, Gabi deve estar entre as 12 e disputar vaga de titular com as ponteiras Natlia e F Garay.

“A expectativa grande porque o grupo que for ter uma responsabilidade muito grande depois de dois ouros olmpicos [2008 e 2012]. E tambm por causa das vagas abertas, a gente sente essa rivalidade”, diz Gabi, animada com a possvel sequncia de jogos do Grand Prix –depois da Itlia, quinta, o Brasil enfrenta o Japo, na sexta (11), e a Srvia, no domingo (12).

“Vai ser importante para o Z tirar essa dvida da cabea. Pra gente muito bom jogar perto da nossa torcida, para se acostumar para a Olimpada e tambm porque so equipes dificlimas. Essa etapa difcil o que a gente quer para chegar preparada para Olimpada”, conclui.

Adriano Vizoni/Folhapress
A ponteira Gabi treina no Sportville Centro de Treinamento, em Barueri
A ponteira Gabi treina no Sportville Centro de Treinamento, em Barueri

Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook