Apresentadora americana desiste de cobrir a Rio-16 por causa do vírus da zika

A apresentadora do programa Today, do canal NBC, dos Estados Unidos, Savannah Guthrie, cancelou a sua vinda para o Brasil para cobrir a Olimpada do Rio por causa do vrus da zika.

Nesta tera-feira (7), Savannah, 44, revelou que est grvida de seu segundo filho e ressaltou a preocupao em participar da cobertura dos Jogos.

“Os mdicos disseram que eu no devo ir [para a Olimpada] devido ao vrus da zika, ento no vou poder comparecer”, disse a apresentadora da NBC, que vai transmitir os Jogos para os Estados Unidos.

Recentemente, a OMS (Organizao Mundial de Sade) informou que “cancelar ou mudar o local de realizao dos Jogos Olmpicos de 2016 no vai alterar significativamente a propagao internacional do vrus da zika”, mas manteve a recomendao de que grvidas no viajem para reas de transmisso do vrus, o que inclui o Rio.

Desde outubro de 2015, a zika tem sido relacionada no Brasil ocorrncia de complicaes em bebs, como a microcefalia, quadro que indica a possibilidade de uma m-formao no crebro durante a gestao.

Para diminuir os riscos, a OMS orienta que parceiros sexuais das gestantes que retornarem de reas com circulao do vrus sejam aconselhados “a praticar sexo seguro ou abstinncia durante toda a gravidez”.

A medida ocorre devido ao nmero crescente de estudos que apontam tambm para a transmisso sexual do vrus da zika.

Christopher Smith/Associated Press
A apresentadora Savannah Guthrie
A apresentadora Savannah Guthrie

ORGANIZAO MUNDIAL DA SADE

A Organizao Mundial da Sade (OMS) afirmou nesta tera-feira (7) a situao da incidncia do vrus Zika no Brasil no motivo para recomendaes que possam sugerir a transferncia ou o cancelamento dos Jogos Olmpicos e Paraolmpicos Rio 2016

“A OMS tem reafirmado sua posio no sentido de que as condies esto dadas para a realizao do evento, posio compartilhada tambm pelos Centros de Controle e Preveno de Doenas (CDC) dos Estados Unidos. O Brasil segue colocando prontamente disposio da OMS todos os dados brasileiros que comprovam que as taxas de incidncia de dengue e de outras doenas transmitidas pelo Aedes aegypti so historicamente reduzidas nos meses de julho e agosto, reduo que ser ainda mais acentuada pelas aes preventivas tomadas pelos trs nveis de Governo”.

De acordo com a OMS, o Brasil tem fornecido, igualmente, informaes atualizadas sobre as medidas adicionais de controle de vetores implementadas no Rio de Janeiro e na Vila Olmpica.

VEJA A NOTA NA NTEGRA

A Organizao Mundial da Sade (OMS) tem reiterado o entendimento de que a situao da incidncia do vrus Zika no Brasil no motivo para recomendaes que possam sugerir a transferncia ou o cancelamento dos Jogos Olmpicos e Paralmpicos Rio 2016. A OMS tem reafirmado sua posio no sentido de que as condies esto dadas para a realizao do evento, posio compartilhada tambm pelos Centros de Controle e Preveno de Doenas (CDC) dos Estados Unidos.

O Brasil segue colocando prontamente disposio da OMS todos os dados brasileiros que comprovam que as taxas de incidncia de dengue e de outras doenas transmitidas pelo Aedes aegypti so historicamente reduzidas nos meses de julho e agosto, reduo que ser ainda mais acentuada pelas aes preventivas tomadas pelos trs nveis de Governo.

O Brasil tem fornecido, igualmente, informaes atualizadas sobre as medidas adicionais de controle de vetores implementadas no Rio de Janeiro e na Vila Olmpica. No contexto dos preparativos para os Jogos Olmpicos, o Governo brasileiro mantm cooperao permanente e informa de maneira regular o Comit Olmpico Internacional (COI) sobre a resposta ocorrncia do vrus Zika e as aes especficas de preveno em curso na Cidade-Sede.

Posies pblicas recentemente expressas, no sentido de que seria necessrio o adiamento ou a transferncia dos Jogos, no esto baseadas em dados cientficos. Medidas que viessem a recomendar o cancelamento dos Jogos Olmpicos implicariam igualmente a recomendao de interrupo de viagens areas e de comrcio para e entre todos os 60 pases que apresentam transmisso local do vrus Zika.

O Governo brasileiro segue divulgando dados e informaes sobre medidas de precauo j tomadas, com o objetivo de contrarrestar o alarme resultante de aes que produzem fatos miditicos sem base cientfica.

Desde a ocorrncia dos primeiros casos do vrus Zika no pas, em maio de 2015, o Governo brasileiro vem trabalhando em estreita parceria com a OMS, por meio da cooperao com a Organizao Pan-Americana de Sade (OPAS), e de relatrios regulares no marco do Regulamento Sanitrio Internacional (RSI). O Brasil vem tendo tambm papel pioneiro no desenvolvimento de pesquisas sobre o vrus e doenas a ele associados e no desenvolvimento de testes, tratamentos e vacinas, em cooperao com diversos parceiros. A transparncia do Governo brasileiro foi destacada pela Diretora-Geral da OMS, Dra. Margareth Chan, que visitou oficialmente o Brasil em fevereiro ltimo, aps a declarao, por sugesto do Comit de Emergncias do RSI, de uma Emergncia de Sade Pblica de Interesse Internacional.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook