Últimas

Briga entre britânicos na Eurocopa deixa 50 pessoas feridas em Lille

A polícia francesa utilizou bombas de gás lacrimogênio para dispersar um grupo de torcedores britânicos nesta quarta-feira (16), em Lille, na França, onde as seleções da Inglaterra e de País de Gales se enfrentam nesta quinta-feira, às 10h (horário de Brasília), pela segunda rodada do Grupo B da Eurocopa

De acordo com a polícia francesa, o grupo composto por aproximadamente 200 pessoas estava visivelmente sob o efeito de bebidas alcoólicas e se reuniu na zona da estação de trens de Lille Flandres.

A polícia informou também que cerca de 50 pessoas ficaram feridas e 16 delas foram hospitalizadas.

“A polícia segue impedindo a aglomeração de torcedores”, destacaram as autoridades.

Por razões de segurança, todos os bares do centro de Lille fecharam suas portas à meia-noite.

Nesta quinta-feira, a Uefa lamentou os confrontos entre os torcedores e a polícia, mas não falou em punição aos ingleses.

“A Uefa lamenta os conflitos que ocorreram em Lille na noite passada. Forças da polícia fizeram diversas prisões e foram rápidas em restaurar ordem e manter a situação sob controle”, informou a entidade em comunicado.

Após a violência registrada no estádio de Marselha no último sábado (11), quando Inglaterra e Rússia empataram por 1 a 1, a Uefa decidiu por uma “desclassificação em condicional” da Rússia da Eurocopa, o que significa uma exclusão imediata da seleção russa caso seus torcedores voltem a protagonizar incidentes dentro dos estádios até o fim do torneio.

Por conta dos distúrbios de sábado, Alexander Chpryguin, presidente da associação de torcedores russos, será expulso da França na segunda-feira (20), ao lado de outros 19 torcedores do país.

Chpryguin foi transferido, ao lado de 19 compatriotas, para um centro de retenção, informou a associação de torcedores.

323 DETENÇÕES

As forças de segurança francesa realizaram 323 detenções por atos de violência, roubos ou depredação desde o início da Eurocopa-2016 em 10 de junho, anunciou o ministério do Interior da França.

“Entre as pessoas detidas, 196 ficaram retidas para verificação de antecedentes e oito foram condenadas a penas de prisão efetiva. Outras três a penas de prisão com suspensão condicional”, afirma o ministério em um comunicado, sem revelar mais detalhes.

Outras 24 pessoas, sendo 20 detidas em Marselha e quatro em Lille, foram expulsas do território francês, de acordo com fontes oficiais.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook