Últimas

Campanha Salarial 2016 – Segunda audiência entre SINDSPEM e Prefeitura de Penedo

Dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penedo – SINDSPEM e o Prefeito de Penedo, Március Beltrão, realizaram nesta quarta-feira, 01 de junho, a segunda audiência sobre a Campanha Salarial 2016. Apesar do conhecimento prévio das reivindicações, o gestor não formalizou contraproposta durante o encontro que também resultou em avanços.

Reconhecendo a representatividade do SINDSPEM, Március Beltrão discutiu ponto a ponto a pauta da Campanha Salarial 2016 com a Presidente Ana Flávia Teixeira, o Diretor Financeiro Lenildo Tavares e o Diretor Administrativo José Carlos Ferreira. O gestor sinalizou positivamente para algumas reivindicações, mas ressaltou que consultará secretários – principalmente os de Educação e Saúde – para responder as demandas do funcionalismo.

Sem reajuste salarial desde 2011, a grande maioria dos servidores efetivos da Prefeitura de Penedo amarga perda salarial de praticamente 40%, índice equivalente à soma da inflação dos últimos cinco anos. Mobilizados, funcionários municipais aprovaram paralisação por 72 horas durante assembleia geral realizada no SINDSPEM na última segunda-feira, 30.

A greve de advertência agendada para o início da próxima semana (segunda, terça e quarta) poderia até não ocorrer, caso houvesse contraproposta oficial do prefeito, documento que justificaria a realização de assembleia extraordinária.

“Nós estávamos dispostos a fazer essa convocação para sexta-feira, 03, obedecendo o prazo de 48 horas, mas não será possível. Conseguimos avançar em alguns pontos graças ao diálogo desta segunda audiência, da mesma forma que também já temos melhoras na Educação porque estamos em contato permanente com o Secretário Luciano Lucena, mas tudo isso precisa ser formalizado para ser apresentado aos servidores em assembleia”, explicou Ana Flávia Teixeira.

 

Convênio SINDSPEM

O convênio que atende servidores municipais no comércio local e prestadores de serviço, principalmente da área de saúde, também foi discutido nesta quarta-feira, 01. Munida de farta documentação que comprova o empenho do sindicato e dos conveniados para solucionar o problema, a Presidente Ana Flávia esteve na Procuradoria Geral do Município.

Além da suspensão imediata do Decreto nº 473, que efetivou alterações drásticas na regulamentação do convênio, a saída para a retomada do convênio é o repasse de pelo menos 70% do valor a ser pago mensalmente aos conveniados. O referido decreto baixou o percentual para 30%, tornando inviável a quitação integral do débito dos funcionários que recorrem ao ‘cartão SINDSPEM’ para fazer a feira do mês ou ter acesso a serviços de saúde.

O Prefeito Március Beltrão voltou a sugerir a intervenção do Ministério Público Estadual no caso, desculpando-se por ter faltado aos encontros que solicitou – e o SINDSPEM agendou –com o Promotor de Justiça Adriano Jorge Lima. Ana Flávia informou que o representante do MPE está de férias e, segundo informações obtidas pelo sindicato na Procuradoria Geral, seu substituto não deverá mediar a questão.

 

SINDSFORRÓ

A segunda audiência da Campanha Salarial 2016 foi encerrada com o convite ao prefeito Március Beltrão para o SINDSFORRÓ. Organizada pelo SINDSPEM, a festa animada por autêntico forró pé-de-serra acontece na noite do próximo sábado, 02, no Clube da Paisa, com entrada gratuita para servidor afiliado que poderá levar mais dois acompanhantes.

“Nós temos parceiros e amigos, por isso conseguimos local de graça, as bandas vão tocar sem receber cachê, conseguimos brindes para o balaio que será sorteado, as pessoas estão nos procurando para colocar barracas com comidas típicas, enfim, é mais uma mostra da credibilidade do SINDSPEM, da diretoria do sindicato, dos nossos servidores que também merecem momentos de lazer, de confraternização. Nós vamos abrir os festejos juninos em Penedo em grande estilo, inclusive com quadrilha junina”, disse Ana Flávia Teixeira.

Quem não é funcionário efetivo da prefeitura de Penedo também pode participar, pagando dez reais para entrar no arraial que comercializará bebidas a preço de custo.   

 

Texto e foto Fernando Vinicius – jornalista MTB 837/AL

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *