Últimas

Com insatisfação por demissão de 'corintiano', Bauza lamenta desfalques

Após um novo tropeço no Morumbi, nesta quinta (23) —desta vez um empate em 0 a 0 contra o Sport não foram os pontos perdidos o ponto que mais abalou o técnico do São Paulo, Edgardo Bauza, durante a entrevista coletiva após a partida.

O momento em que o treinador se mostrou mais insatisfeito foi quando o tema Getterson veio à tona.

O jogador de 25 anos foi contratado nesta quinta (23), mas poucas horas depois foi demitido por causa de alguns posts, de 2012 e 2013, do jogador no Twitter com torcida para o Corinthians, e outro referindo-se ao clube tricolor como “bambi”, viralizarem nas redes sociais.

“O que houve com Getterson eu não consigo dar uma explicação lógica. É um jogador que há cinco anos escreveu algo nas famosas redes sociais, era muito mais jovem. Mas, bem, a diretoria tomou uma decisão junto com ele. Não pudemos fazer nada a respeito”, disse em tom de desaprovação.

Bauza também comentou a má fase do time no Morumbi e afirmou que o desempenho no estádio neste Campeonato Brasileiro não é motivo de preocupação, mas sim a quantidade de desfalques que o time vem tendo.

Este foi o terceiro tropeço em cinco jogos do time são-paulino em seus domínios na competição. Antes, já havia sido derrotado por Internacional e Atlético-PR, o que representa um aproveitamento de apenas 46,6% dos pontos em casa.

“Me preocupa mais o nível de alguns atletas, de poder ter todos sãos. No último mês tivemos oito ou nove machucados. Isso me preocupa. Se estão todos sãos temos mais variáveis. Se a equipe está completa, somos complicados”, afirmou o treinador.

Contra o Sport, Bauza não pôde contar com Calleri, suspenso após ter sido expulso na última partida, além de Hudson e Mena, lesionados.

No segundo tempo da partida, Kelvin, que havia voltado de lesão na última partida do time, contra o Flamengo, no domingo (19), sentiu a coxa direita novamente e teve que ser substituído.

Em busca da vitória, Edgardo Bauza tirou o volante João Schmidt e colocou Luiz Araújo, que jogou bem e deu mais velocidade ao jogo. O treinador até o projetou para uma possível lesão mais séria de Kelvin.

“Kelvin tem mais experiência. Araújo também é hábil e rápido e pode ser uma possibilidade caso Kelvin não possa jogar. Trabalhamos com ele há bastante tempo, e nas últimas duas partidas que entrou foi bem e segue crescendo”.

Sobre a partida contra o Santos, no próximo domingo (26), Bauza foi pragmático e disse que aguarda os próximos treinos para definir como o time deve jogar.

“Vamos tratar de recuperar todos os jogadores e aí vamos ver como arrumar a equipe para a partida de domingo. Não posso dizer hoje. Tenho que esperar 24, 48 horas para tomar essa decisão”.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook