Últimas

Condutor da tocha conta que é xingado por foto ao lado de onça que foi morta

Fui convidado para participar do revezamento da tocha por realizar um trabalho social com crianas deficientes. Sem cobrar nada, j ajudei mais de 500.

Cheguei ao Cigs [Centro de Instruo de Guerra na Selva, onde conduziu a chama] e estava tudo pronto. Esperei para receber a tocha em frente ona. O animal estava muito tranquilo.

Eles [do Exrcito] criam as onas desde pequenas e esto sofrendo demais por terem executado uma.

uma fatalidade para todos. Pena estarem fazendo um sensacionalismo terrvel, sem levar em conta todos os lados. Eu mesmo recebi diversos xingamentos. Nas redes sociais, as pessoas colocam “lixo de tocha” ou uma imagem da ona morta com a tocha e minha foto associada.

Fiquei trs dias com pessoas me marcando nas fotos, me chamando de idiota, imbecil. Minha imagem rodou o mundo, saiu at mesmo no “The New York Times”.

Os animais so muito bem tratados [no Cigs] e estavam extremamente calmos. A comitiva j tinha ido embora e, quando os militares foram devolver as onas s jaulas, uma delas fugiu. O pessoal quer saber se Simba, se Juma. Impossvel, mas as pessoas querem esfaquear algum. uma grande irresponsabilidade.

No ia ficar respondendo todo mundo que me insultou em rede social porque no quero ter um infarto. No vou fazer isso. At explicar para todos que trabalho com botos e pessoas deficientes…

Hoje [quinta, 23], estou um pouco melhor. Mas fiquei mal. Chorei pra c… Justamente com medo de ningum mais patrocinar a bototerapia por uma fatalidade. Julgamento rpido, sabe?

Eu tenho licena do Ibama para atuar na rea de reintroduo e soltura de animais. Sou reconhecido pelo trabalho que fao com botos.

As pessoas concentraram a raiva toda nisso. Como minha figura estava associada [ ona], tomei paulada demais. Estou muito assustado.

O disparo contra a ona aconteceu quando no havia mais ningum l. No vou tacar pedras no Exrcito. Eles amam aqueles animais e os exibem em todos os lugares.

A inteno era fazer um chamado de ateno para a sociedade olhar mais para os animais silvestres. Mas os pessoal destila muito sangue. da cultura da Amaznia mostrar as onas.

Elas so pegas na natureza porque h trfico. No h como devolv-las para a natureza e muito caro mant-las. Se forem avacalhar o Exrcito, no haver nem onde colocar as onas.

sensacionalismo colocar os militares como maiores culpados, isso no verdade.

O militares estavam fazendo a parte deles e, infelizmente, a ona resolveu fugir. Nesta hora, preciso cumprir o protocolo.

Se ela tenta atacar algum, tenta-se tranquiliz-la com dardo, mas como o dardo demora para fazer efeito, infelizmente preciso salvar a vida da pessoa.

Todo mundo est com dio da corrupo generalizada e desconta em coisas assim.

Naquele mesmo dia, mais tarde, um [barco] flutuante fez a tocha passar l com os botos, para chamar a ateno. Esses animais esto sendo mortos. E as pessoas criticam, no entendo.

Uma vez por ms atendo crianas deficientes. Levo-as no flutuante para que faam fisioterapia com os golfinhos.

Que [esses eventos] sirvam para ajudar esses animais.

O problema das onas no Amazonas muito extenso. O pessoal mata as onas, complicado, no podemos enfraquecer o Exrcito por uma fatalidade. Acontece. Eles esto arrasados.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook