Últimas

Consumo de combustível pelos alagoanos sofreu forte queda com a alta dos preços

Economista aponta que retração é reflexo da crise financeira em todo o país

 

O preço da gasolina, do álcool e do etanol nas bombas dos postos de combustíveis em Alagoas já gerou inúmeras polêmicas entre os consumidores devido ao custo elevado do litro das substâncias. Diante do preço alto, o consumo de combustível em todo o estado sofreu uma queda nos últimos meses deste ano.

De acordo com o economista Cícero Péricles, essa queda foi muito forte com agravamento da crise financeira e desde janeiro que esse impacto é sentido pelos empresários. “Durante o ano de 2015 o etanol subiu mais do que o esperado, no entanto estamos em um cenário onde todos os tipos de combustível sofrem com essa queda”, acrescentou o especialista.

A gasolina é o combustível mais adquirido em Alagoas, mas sua redução nos cinco primeiros meses do ano é bem maior do que foi registrado em 2015. Péricles colocou que a frota alagoana cresceu nos últimos anos  chegando a totalizar 700 mil veículos, entre carros pequenos, caminhões, motos e ônibus.

Apesar desse número, apenas 100 mil veículos são mantidos pelo abastecimento de óleo diesel, mas que representa um mesmo consumo referente a gasolina. “Essa redução no consumo afeta a economia fortemente, pois se não há consumo não tem produção e esse é um cenário que iremos ver ainda durante todo esse ano”, disse Péricles.

O economista salientou que 2016 continuará sendo um ano difícil na economia do estado.

 

Cadaminuto

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook