Últimas

Copa América desmembra tabela e tem brecha para resultados combinados

O regulamento da Copa América do Centenário, nos Estados Unidos, abre brecha para que uma artimanha que a Fifa aboliu após a Copa do Mundo de 1982 possa acontecer.

Nenhum jogo do torneio terá partidas no mesmo horário, nem aqueles da última rodada da fase de classificação. Isso faz com que os times que atuem no segundo horário de seus grupos saibam o resultado que necessitam para se classificar e dá a possibilidade de que combinações favoráveis a essas equipes possam ser feitas.

A seleção brasileira, por exemplo, terá vantagem no Grupo B. No dia 12 de junho, jogará às 21h30 (de Brasília) contra o Peru, nas proximidades de Boston, enquanto os dois outros times da chave, Equador e Haiti, se enfrentarão duas horas antes em Nova Jersey.

Pode acontecer de que brasileiros e peruanos saibam que, por exemplo, um empate classifica ambos. É uma brecha que torneios da Fifa (Copa do Mundo), da Uefa, na Europa (Eurocopa e Liga dos Campeões), da Conmebol (Libertadores) e até a CBF, na última rodada do Brasileiro, aboliram colocando os jogos decisivos no mesmo horário.

Consultada, a organização do torneio não se manifestou sobre o tema. A Folha apurou que a tabela foi feita para que todas as partidas tenham transmissões sem a concorrência de outro jogo. Isso deixa a marca dos patrocinadores exposta mais tempo.

O curioso é que o critério usado para os times que jogam com a “vantagem” não foi ser o cabeça de chave. O Brasil teve essa posição no B, como a Argentina no D, que também enfrentará a Bolívia com melhor horário sobre Panamá e Chile, que duelam antes.

Mas no A, os donos da casa, cabeças de chave, jogam antes frente o Paraguai, enquanto Colômbia e Costa Rica atuam depois. No C, o México, que encabeçava o grupo, atua diante da Venezuela antes de Uruguai e Jamaica.

O organizador de cada competição é o responsável pelo regulamento, e não há uma orientação da Fifa para que os jogos finais de casa chave comecem no mesmo instante.

Mas, como a entidade que regula o futebol tornou essa prática comum nos anos 80, outras federações e competições seguiram o mesmo caminho.

JOGO DA TRAPAÇA EM 1986

A Fifa usa partidas na mesma hora na rodada final de cada chave desde a Copa do Mundo de 1986, no México. Quatro anos antes, no Mundial da Espanha, Alemanha Ocidental e Áustria fizeram uma partida que ficou conhecida como “o jogo da trapaça”.

O 1 a 0 para os alemães classificou os dois times no Grupo B, e era exatamente o necessário para eliminar a Argélia, que jogou um dia antes e venceu o Chile por 3 a 2.

No jogo, alemães e austríacos apenas tocaram a bola após o gol, o que revoltou torcedores que viam a partida no estádio em Gijón, e até comentaristas alemães que trabalhavam no confronto.

Então secretário-geral da Fifa, Joseph Blatter deu uma entrevista coletiva logo após o jogo para dizer que a Fifa reveria o regulamento para 1986.

A Copa América começa nesta sexta (3), com Estados Unidos x Colômbia, em Santa Clara, próximo a San Francisco. O Brasil estreia no sábado (4), contra o Equador em Pasadena, nos arredores de Los Angeles.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *