Cristóvão admite que Corinthians é o maior desafio de sua carreira

Contratado no domingo (19), horas antes da vitória sobre o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, Cristóvão Borges assumiu na manhã desta segunda-feira (20) o comando da equipe do Corinthians.

O substituto de Tite, agora na seleção brasileira, chegou ao atual campeão nacional carregando o peso de ocupar o lugar do maior ídolo da torcida alvinegra nos últimos anos. Por isso mesmo, ele sabe que está diante de um desafio de enormes proporções.

“Sem a menor dúvida, é o maior desafio da minha carreira. Mas isso me move, me motiva muito”, disse o treinador, que tem no currículo passagens por clubes de grande porte como Flamengo, Vasco e Fluminense. “Eu sempre vejo o melhor para fazer minha carreira crescer. No Corinthians, estou dando mais um salto. Não será fácil, especialmente por ter de substituir alguém como o Tite, mas quero aproveitar a oportunidade.”

Em sua primeira entrevista como treinador corintiano, Cristóvão mostrou a serenidade que lhe é característica, mesmo quando teve de falar sobre temas delicados. O principal deles: a desconfiança de parte da torcida pelo fato de ele jamais ter conquistado títulos como treinador.

“A falta de títulos só vai pesar se eu não for campeão, e eu vim para ser campeão”, falou Cristóvão. “Todos os grandes campeões em algum momento tiveram de conquistar o primeiro título. Isso não me atrapalha, até porque, se eu cheguei aqui sem títulos é porque alguma coisa boa eu tenho.”

Jogador do clube nos anos 80, quando atuava como volante, o baiano disse que a herança deixada por Tite é muito boa e que não pretende fazer alterações profundas na maneira de jogar da equipe. “Se eu precisar mudar alguma coisa, vou mudar aos poucos. O jeito de jogar do Corinthians me agrada e vamos por esse caminho”, comentou Cristóvão, que assistiu ao jogo de domingo ao lado do gaúcho. “Ele me desejou boa sorte, me passou uma energia muito boa, vou aproveitar.”

Antes da entrevista, Cristóvão comandou sua primeira atividade como treinador do Corinthians, um trabalho em campo reduzido com jogadores que não participaram da vitória sobre o Botafogo. O treino durou cerca de uma hora e 30 minutos.

A estreia do técnico vai ocorrer nesta quarta-feira (22), diante do Atlético-MG, no Mineirão.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook