Últimas

Cunha pode renunciar à presidência da Câmara caso exista acordo

O presidente afastado da Câmara dos deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), discutiu com aliados as condições para sua renúncia. Cunha, que também externou sua posição ao presidente interino Michel Temer, afirma que pode renunciar caso o Palácio do Planalto consiga unificar partidos como PSDB e o DEM em torno de um nome aprovado por ele e seus aliados para sucedê-lo no comando da Casa.

Após a reunião, Temer se comprometeu pessoalmente a fazer valer o acordo, e busca – através de alguns dos seus principais ministros – convencer o bloco liderado pelo PSDB a não se opor às demandas do deputado.

Há, entretanto, um dissenso entre os integrantes das bancadas. Alguns integrantes do PSDB afirmam que o partido não deve se submeter ao desgraste de uma vinculação com Cunha, enquanto outros argumentam que é preciso “poupar” Michel Temer de uma disputa na Câmara enquanto ainda há um desfecho no processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Procurado pela Folha de São Paulo sobre o assunto, o presidente afastado da Câmara negou ter tratado de renúncia com qualquer aliado e disse que “ningém está autorizado a falar” em seu nome.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook