Últimas

Del Nero é condenado a pagar R$ 300 mil a árbitro no caso Madonna

A juíza da 3ª Vara Cível do Rio, Maria Cristina Barros Gutiérrez Slaibi, condenou o presidente da CBF, Marco Pólo Del Nero, a indenizar por danos morais, no valor de R$ 300 mil, o ex-árbitro Wagner Tardelli.

De acordo com a decisão, o árbitro moveu a ação pela falsa acusação de manipulação do resultado de jogos e corrupção, que provocaram seu afastamento da partida final do Campeonato Brasileiro de 2008. A decisão cabe recurso.

“O valor fixado a titulo de indenização pelos danos morais sofridos pelo autor, R$300 mil, também levou em consideração que o autor, isento de qualquer conduta culposa, teve seu nome, sua imagem, sua honra e sua dignidade, abalados em âmbito nacional e internacional”, relata a magistrada.

Del Nero era presidente da Federação Paulista de Futebol. Na época, o dirigente denunciou à CBF suposta tentativa de envio ao árbitro convites para o show de Madonna, no Morumbi.

O juiz apitaria o jogo Goiás x São Paulo, pela última rodada do Brasileiro, em que bastaria ao clube paulista empatar para ser campeão.

Del Nero encaminhou a suspeita à CBF e ao Ministério Público de SP, o que levou Tardelli a ser afastado da partida pela Comissão de Arbitragem na véspera do jogo.

Em março de 2009, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva condenou, em primeira instância, o cartola a 90 dias de suspensão e a federação a multa de R$ 10 mil pela denúncia.

Três meses depois, o pleno do tribunal esportivo absolveu Del Nero, que já havia cumprido a pena.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook