Demora na divulgação do resultado do Fies causa ansiedade nas redes sociais

A demora na divulgação do resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está causando ansiedade nas redes sociais. Pelo Twitter, estudantes que se inscreveram no programa reclamam da espera. Procurado, o Ministério da Educação (MEC) diz que ainda não há previsão para a divulgação.

Pelo cronograma do Fies, o resultado deveria ser divulgado nesta quinta-feira. A pasta não informa o horário da divulgação, mas desde o início do dia, os estudantes aguardam o resultado. “Talvez o resultado esteja demorando a sair para a gente poder repensar se queremos nos endividar pelo resto da vida, migos”, diz um usuário do Twitter. Outro comenta: “Pior que esperar o resultado do #fies é o medo de não ser aprovado. :(“. Nem mesmo Jesus escapou: “Capaz de Jesus voltar primeiro que o resultado do #fies”, diz uma usuária.

O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Nesta edição serão ofertados 75 mil financiamentos. Aqueles que não forem selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera. Os estudantes selecionados têm o prazo de amanhã (1º) até o dia 7 de julho para concluir a inscrição no SisFies. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes selecionados serão ofertadas à lista de espera de 4 de julho a 10 de agosto.

Até as 18h de ontem, a poucas horas do fim do prazo, 265.856 estudantes estavam inscritos no programa. O resultado poderá ser consultado na página do Fies. O resultado é uma pré-seleção, assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies. A contratação do financiamento fica condicionada à conclusão da inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies) e ao cumprimento das demais regras e procedimentos do programa.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook