Últimas

Desafio de Cristóvão é não ser o novo Adilson Batista no Corinthians

A trajetória de Cristóvão Borges como treinador do Corinthians terá início nesta quarta-feira (22), às 21h45, em Belo Horizonte, tendo o Atlético-MG como adversário.

O baiano, substituto de Tite, disse em sua chegada que está diante do maior desafio de sua carreira. E, para não fracassar, ele já tem um modelo a não seguir: o de Adilson Batista em 2010.

Assim como Cristóvão agora, o paranaense chegou ao clube para substituir um treinador contratado pela seleção brasileira (Mano Menezes). E, tal qual o novo comandante, também havia jogado pelo Corinthians (como zagueiro, ele foi campeão do mundo em 2000).

O resultado foi um desastre completo. Adilson durou menos de três meses no clube, período em que teve aproveitamento de apenas 49% dos pontos disputados.

Na época, o treinador, que atualmente está desempregado, foi muito criticado por fazer mudanças profundas na maneira de jogar do time e nos métodos de preparação física do clube.

Alguns dirigentes, inclusive, atribuíram a ele a perda do Brasileiro de 2010, vencido pelo Fluminense.

Talvez sabendo disso, Cristóvão chegou falando em manter a base que herdou de Tite. “Se eu precisar mudar alguma coisa, vou fazer isso aos poucos. O jeito de jogar do Corinthians me agrada e vamos por esse caminho.”

Na estreia, o técnico terá muitos problemas. Jogadores importantes como Walter, Elias, Danilo, Cristian e Yago estão machucados. Balbuena está suspenso e isso abre espaço para a volta de Vilson, que se recuperou de lesão.

ATLÉTICO-MG

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Clayton, Cazares e Robinho; Fred. T.: Marcelo Oliveira

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Vilson e Uendel; Bruno Henrique e Rodriguinho; Giovanni Augusto, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Romero. T.: C. Borges

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte/Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) /TV: 21h45, Globo (para SP e DF)


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook