Últimas

Dunga prega mentalidade vencedora na Seleção: “Até quando o juiz joga a moeda”

Treinador quer que jogadores do Brasil tenham ‘ a vitória no DNA’,e destaca qualidades do Equador, rival deste sábado

O Brasil fará a sua estreia na Copa América Centenário neste sábado, diante do Equador, às 23h (horário de Brasília). Antes do duelo, o treinador Dunga pregou uma ‘mentalidade vencedora’ na seleção e afirmou que quer que os seus jogadores tenham ‘a vitória no DNA’.

“Acho que nós falamos NÃO nada de novo. fica pra história, aparece quem venceu nos livros. Jogador tem que ter vitórias no DNA, mas isso se traduz com trabalho, com aperfeiçoamento, com qualidade técnica. Temos que jogar pra vencer, a vida nos ensina que temos uma oportunidade pra vencer e aproveitá-la. Não significa que devemos vencer sempre, mas precisamos buscar isso”, disse Dunga. “Eu quero ganhar todos, até quando o árbitro está jogando a moeda, quero ganhar também.”


Confira os outros assuntos abordados na coletiva do técnico Dunga:


 Lucas Figueiredo/ Mowa Press

Análise do grupo

“A Copa América é sempre difícil, sempre tem boas equipes. times qualificados, que melhoraram muito com o tempo. Será duro lutar, mas é muito atrativo. por nossa parte, perdemos alguns jogadores, mas teremos outros de qualidade, que terão a oportunidade de representar o seu país em uma Copa América Centenário.”

Equador 

“Já mantém uma base há algum tempo, jogam junto há bastante tempo. A seleção brasileira está em formação, são dois anos à frente, com muitas mudanças. Todos estão tendo oportunidades. dessa vez infelizmente alguns jogadores se machucaram. nesse ponto, sem duvida o Equador sai na frente, por estar jogando junto há muito tempo. É uma equipe rápida, forte, marca muito bem e sai em velocidade. jogam muito bem coletivamente.”

Equador ao nível do mar

“O Equador sabe como jogar na altitude, está acostumado. Agora é diferente, está muito quente, os jogadores estão em fim de temporada, é preciso jogar compacto e com inteligência.”

Pressão

“Todos absorvem, são jogadores, alguns mais experientes outros mais jovens, mas com uma boa experiencia. Quando entramos em campo e vestimos a camisa canarinha, todos sofrem a pressão. Temos que suportar e trabalhar, não há como fugir disso.”

Neymar (se estaria em Los Angeles)

“Neymar? Nada, não saíamos que ele estava aqui, não houve nenhum contato.”


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Elias: Brasil é sempre favorito | Dunga relembra emoções de 94 | Galeria: Naturalizados da CA100


 RINGO CHIU / Freelancer

Cortes

“Treinamos todos os jogadores pra estarem prontos para jogar, todos devem conhecer sua  função. Quando sair um e entrar o outro, deve saber como se movimentar, como a equipe joga. Ainda tem alguns detalhes para corrigirmos hoje (no treino).”


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *