Últimas

Dunga tem pelo menos três opções para o lugar de Casemiro para o duelo decisivo contra o Peru

Sem o volante, treinador pode escalar Lucas Lima centralizado, promover a entrada de Walace ou escalar ou optar por Rodrigo Caio

A goleada brasileira de 7 a 1 em cima do Haiti foi para lavar a alma. A equipe que entrou em campo pressionada com a necessidade de um placar elástico superou o nervosismo inicial e deu show.

 

Bons passes, triângulações, tabelas e belos gols, tudo o que o técnico Dunga gostaria de ver dentro de campo. Mas ainda no primeiro tempo uma dor de cabeça; Casemiro levou o segundo cartão amarelo e está suspenso da próxima partida contra o Peru pela última rodada da primeira fase.

 


(Foto: Getty Images)

 

Diante da fragilidade do adversário, Dunga aproveitou o segundo tempo para iniciar alguns testes. Sacou Casemiro e colocou Lucas Lima mais centralizado recuando Renato Augusto e jogando sem nenhum volante de origem.

 


(Foto: Getty Images)

 

Lembrando que o treinador também fez isso no amistoso Chevrolet Brasil Global Tour contra o Panamá em Denver.

 

Um tempo depois o comandante da Seleção Brasileira trocou Elias pelo jovem Walace, fazendo com que Renato assumisse a função de Elias e o volante do Grêmio ficasse com a proteção da zaga.

 

Duas opções interessantes já que com o 4-2-3-1 o Brasil mostra uma face mais ofensiva com jogadores sem muitas características de marcação e passes apurados e utilização de um meia clássico, fato raro nos últimos anos da Verde-Amarela. Para quem estava acostumado a ver Dunga muitas vezes atuando com dois a três volantes de origem isso parece bem ousado.

 

 

Com Walace a proposta é identica a quando Casemiro está em campo, mas pela juventude e inexperiencia do jovem jogador do Grêmio que fez sua estreia com a camisa da Seleção principal neste duelo contra o Haiti a opção também se torna diferente.

 

 

No elenco, o comandante também tem à disposição Rodrigo Caio que além de atuar na zaga faz muito bem a função de primeiro volante. Durante a partida contra o Haiti chegou  ir para o aquecimento, mas Dunga optou por observar Walace, o que fez muito bem.

 


(Foto: Lucas Figueiredo/ MoWa Press)

 

Contra o Peru, a Seleção vai encontrar um adversário mais forte, apesar da quantidade de jovens no elenco, os atletas demonstraram no jogo contra o Equador disposição e qualidade, princialmente com Paolo Guerrero e Cueva. 

 


(Foto: Mark Ralston/ AFP)

 

Com boas opções, cabe ao técnico Dunga escolher a melhor formação para esta partida que, em caso de vitória, poderá colocar o Brasil como classificado em primeiro lugar do grupo B.

 

As duas Seleções se enfrentam no próximo domingo, pela última rodada do grupo B da Copa América Centenário.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook