Últimas

Em reedição de final, Argentina e Chile tentam quebrar tabus históricos

Um nunca foi bi-campeão de nada, o outro não conquista um título há 23 anos.

Nos EUA, Chile e Argentina irão reeditar a final da Copa América do ano passado, e os dois entrarão em campo no próximo domingo (26) com tabus históricos para quebrar.

Na última decisão, os chilenos se deram melhor ao levantar a taça de campeão após a disputa de pênalti, e agora podem ser bi-campeões, algo que nunca conseguiram em toda sua história.

Aliás, a seleção chilena não chegava em duas finais consecutivas desde 1956, quando ficou em segundo lugar do Campeonato Sul-americano em 1955 e 1956. Nesses 60 anos foram três finais e apenas uma conquista, a do ano passado.

Já do lado argentino a situação é mais indigesta. Com uma geração repleta de craques, hoje liderada por Lionel Messi, a Argentina não ganha um título desde 1993.

Em 2014, o time ficou muito próximo de erguer a taça de campeão do mundo na final contra a Alemanha, mas um gol de Mário Gotze, na prorrogação, adiou o sonho.

Em 2015, os argentinos ficaram ainda mais perto. Após um empate sem gols no tempo normal com o Chile, a seleção foi superada nos pênaltis e viu os anfitriões da Copa América comemorarem o primeiro título de sua história.

Críticas e mais críticas aos jogadores já foram feitas, e ele parecem estar dispostos a acabar com essa desconfiança. Se depender da campanha realizada até aqui, tem tudo para dar um fim nesse fantasma.

Durante o torneio foram cinco jogos com cinco vitórias, 18 gols marcados e apenas dois sofridos. A Argentina, inclusive, bateu o adversário dessa final na fase de grupos por 2 a 1.

Kevin Jairaj/USA TODAY Sports
Jun 21, 2016; Houston, TX, USA; Argentina midfielder Lionel Messi (10) celebrates with teammates after scoring a goal during the first half against the United States in the semifinals of the 2016 Copa America Centenario soccer tournament at NRG Stadium. Mandatory Credit: Kevin Jairaj-USA TODAY Sports ORG XMIT: USATSI-269510
Jogadores da Argentina comemoram gol de Lionel Messi na semifinal da Copa América Centenário

Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook