Últimas

Emocionado, Fred se despede do Fluminense e confirma ida para Atlético-MG

Atacante deu entrevista coletiva e não deixou claro por que saiu do clube em que virou ídolo

Depois de dois dias de indefinições, o atacante Fred foi confirmado oficialmente como novo jogador do Atlético-MG. Ele se despediu do Fluminense e deu entrevista coletiva depois que os problemas burocráticos acabaram e seu nome apareceu no BID como reforço do Galo. Os motivos da saída do jogador não ficaram explícitos, mas ele deu a entender que o clima estava pesado e negou que o desentendimento com Levir Culpi ou então uma questão financeira tenham influenciado. 

“Tantas vezes já esteve pra acontecer esse momento. Hoje aconteceu infelizmente. Já passei por alguns momentos em que todos deram como certa minha saída e eu permaneci. Achava que mais uma vez ia acontecer isso, mas não foi o que aconteceu. Só tenho que agradecer a todo mundo que me deu muito apoio, à diretoria, jogadores, todos funcionários, todo torcedor que me abraçou nos momentos mais difíceis da minha vida, principalmente aquele em 2014. Agradeço por ter me entendido nos momentos de confusões, momentos em que eu achei que não seria possível dar volta por cima, mas esse carinho do clube inteiro me deu força, me fez ser um guerreiro e dar a volta por cima. Quero sair da melhor forma possível, porque é família o que eu vou deixar aqui no Fluminense. Vou estar torcendo sempre”, prometeu Fred.

Números do Fred no Campeonato Brasileiro de 2016:

Um desses momentos em que Fred esteve para sair do Fluminense aconteceu recentemente, quando o técnico Levir Culpi assumiu o comando do clube e aconteceram desentendimentos. O atacante nega que isso tenha influenciado a saída dessa vez: “com o Levir eu já me acertei. Falei naquela época que tinha pensado que estava sendo alguma coisa casada pra minha saída, alguma coisa política. Mas tivemos uma conversa e foi tudo acertado. O Levir não teve peso nenhum nisso. Está tudo tranquilo com a gente. Graças a Deus tive tempo pra pedir desculpas, para família, para o grupo e reconheci meu erro”.

Fred também negou que vá para o Atlético-MG por uma questão financeira: “não tem nada a ver com dinheiro. Estou saindo porque não estava dando para ficar. Senti que as coisas não estavam ficando simples. Não é comigo, eu podia sentar no meu contrato e ficar tranquilo. Mas sempre falei que no dia que ficar pesado, eu saio. O melhor mundo para mim e para o Peter era eu ir para China. Mas eu não vou porque não é por causa de dinheiro. Tenho uma filha e a melhor coisa é criar ela ao meu lado”.


Clima ficou pesado entre Levir e Fred (Foto: Nelson Perez – Fluminense)

O atacante mostrou estar visivelmente emocionado e lembrou dos planos que fez quando recebeu uma proposta da China, mas preferiu renovar o contrato com o Flu: “eu falei que meu sonho era encerrar a carreira aqui. Mas os sonhos de Deus são maiores do que os nossos. Falei que o dia que eu sentisse que eu poderia me tornar um peso para o clube, adoraria que fosse uma coisa franca, aberta. Hoje posso não ser um peso, mas as circunstâncias levam a isso, por questões financeiras, alguma coisa. Senti que a melhor alternativa seria uma saída minha e chegou a hora de sair da minha casa, reconquistar, reconstruir uma família onde for e torcer de longe para o Fluminense”.

O presidente Peter Siemsen também se manifestou: “quero agradecer ao Fred por tudo que ele fez pelo Fluminense. Foi um jogador extraordinário, que a gente sempre pode contar, nos momentos difíceis e nas alegrias. Vai ficar marcado, é excepcional e construiu uma linda história no Fluminense. Mas os ciclos se acabam, as coisas mudam. Mas o respeito e o carinho sempre são mantidos. É duro fazer esse comunicado, dói como torcedor, mas a gente tem que olhar para frente”. Ele também prometeu contratar novos jogadores, disse que o clube já está no mercado e negou que haja problemas financeiros graves.

Fred se consagrou como o maior ídolo recente do Fluminense. Ficou sete anos no clube e marcou 172 gols em 288 jogos. É o terceiro maior artilheiro da história do Tricolor, tendo sido o maior goleador do clube em seis temporadas. Os principais títulos foram os Campeonatos Brasileiros de 2010 e 2012. Conquistou também o Campeonato Carioca de 2012 e a Primeira Liga deste ano.


Fred comemora título do Campeonato Brasileiro em 2012 (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)  

No Atlético-MG o primeiro desafio de Fred deve ser logo contra o Cruzeiro, clube no qual ele se destacou e virou ídolo entre 2004 e 2005. O técnico Marcelo Oliveira já tinha comentado que, se Fred estivesse inscrito no BID, iria escalá-lo no clássico deste domingo, às 16h (de Brasília).

Fred inclusive já avisou que vai comemorar gols se marcar contra o Cruzeiro ou até mesmo contra o Fluminense: “vou comemorar. Meu único pensamento hoje é conquistar a massa atleticana, demonstrar aos poucos que essa relação de carinho e respeito vai continuar com respeito. Mas quando colocar camisa do Galo, vou fazer tudo pra fazer gols. E vai ser normal, vou dar a vida para fazer gols, mesmo contra Fluminense, Cruzeiro”.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook