Erros individuais derrubam o coletivo do Botafogo


O lanterna do Brasileirão tem bons números gerais, mas sofre com erros pontuais neste início de campeonato

Mais uma vez o Botafogo saiu de campo com uma derrota neste Brasileirão. Só que o 3 a 0 para o Santos foi ainda mais difícil, porque colocou o time de Ricardo Gomes na lanterninha do Campeonato Brasileiro com apenas 4 pontos somados em seis rodadas. E mais uma vez, os números mostraram que o time não foi tão ruim, mas a ineficiência no ataque praticamente aniquila as chances de vitória.  

Jogando fora de casa, o Botafogo teve menos posse de bola, mas a diferença não foi grande (52,5% a 47,5%). O time também trocou muitos passes (442 contra 497 dos santistas) e teve uma taxa de precisão de 83%. O problema é que o jogo organizado de um time que é sim forte coletivamente, não está sendo suficiente para impedir os erros individuais.  

Um deles foi cometido por Neilton. Após entrar no intervalo no lugar de Gegê, o atacante finalizou apenas duas vezes durante o jogo e nenhuma delas foi em direção ao gol. Só uma foi ainda mais difícil para o torcedor digerir: o pênaltis perdido no segundo tempo, quando a partida estava 2 a 0.  

O outro, é claro foi de Bruno Silva. O volante já tinha errado feio no lance do gol de Fred no clássico perdido pelo Botafogo para o Fluminense e voltou a comprometer a sua equipe ao marcar contra sua própria rede. Foi o terceiro gol do Santos e que sacramentou um resultado para deixar o alvinegro carioca no fundo da tabela. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook