Últimas

Fãs de Cristiano Araújo falam sobre saudade um ano após morte do cantor

Cristiano Araújo (Foto: Divulgação)Cristiano Araújo (Foto: Divulgação)

Há um ano, no dia 24 de junho de 2015, muitas fãs ficaram sem chão ao receberem a notícia de que Cristiano Araújo havia morrido em um grave acidente no carro, que também matou sua namorada, Allana Moraes.

Doze meses se passaram e a dor das fãs segue forte. Mas a passagem do tempo fez com que ela se abrandasse. “Depois que aceitei melhor sua partida, percebi que o que temos que fazer é rezar e pedir a Deus que eles estejam bem. E é isso que faço todos os dias, o tempo todo: peço a Deus que cuide bem desse anjo que nos encantou aqui na terra e hoje brilha junto com sua flor no céu”, afirmou Francisdarlen Gonçalves Felix, de 27 anos.

Francisdarlen Gonçalves Felix (Foto: Arquivo Pessoal)Francisdarlen Felix (Foto: Arquivo Pessoal)

A moça, que trabalha como encarregada de impostos em uma empresa, afirmou que conta com a ajuda do ídolo quando está com problemas no trabalho. “Às vezes estou no trabalho e alguma coisa não bate. Aí paro, coloco o fone no ouvido e assim que começa a tocar o Cris rapidinho encontro onde estava o erro e consigo resolver minha pendência”, explica ela, que diz ouvir as músicas do cantor diariamente.

Redes sociais
Francisdarlen não tinha redes sociais antes da morte do sertanejo. “Aprendi a mexer no Twitter e criei um perfil dedicado a ele. Isso me faz senti-lo por perto e me deixa, mesmo com toda saudade, extremamente feliz”, afirmou.

Quem também usou a rede social para superar a falta do cantor foi Laylly Hanny Gonçalves Da Silva, de 20 Anos. A jovem, que trabalha na área laboratorial, se uniu a mais cinco admiradoras de Cristiano e criou a fanpage “As Bara Berê Do Cris”.

Laylly Hanny (Foto: Arquivo Pessoal)Laylly Hanny (Foto: Arquivo Pessoal)

“O propósito era apenas de desabafar sobre todo conflito de sentimentos e de negação que veio a partir da morte dele. Tantas pessoas se identificaram com o nosso ‘desabafo’ que hoje somos 29 mil pessoas unidas pelo mesmo amor, pelo mesmo anjo”, contou.

Sonhos
Sempre que pode, Laylly faz uma visita ao túmulo de Cristiano, no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. “Sou do interior de Goiás. Quando a saudade aperta, costumo inventar uma desculpinha no serviço e viajo para Goiânia e passo horas no cemitério”, afirmou ela, que já teve alguns sonhos com o cantor após a sua morte.

Mariana Vitorino (Foto: Arquivo Pessoal)Mariana Vitorino (Foto: Arquivo Pessoal)

“Nos primeiros sonhos, ele estava bastante triste e lamentávamos juntos por sua partida. Mas ele não estava em estado de negação, só chateado. Nos sonhos mais recentes, ele já aparece sorrindo. No outro dia quando acordo, fico emocionada demais. Independentemente de crenças é bom demais sonhar e ter fé que Deus possa me presentear com um dia eu poder rever ele de novo”.

Mariana Vitorino, de 23 anos, também já teve sonhos com o cantor. “Uma vez sonhei que estava em um show e ele dizia que estava cantando bonito pra Deus no céu, e que eu não precisava mais chorar”, relembrou a educadora, que também é fã de Israel Novaes e Lucas Lucco. “Mas o Cristiano é e sempre será o amor maior”. Em seu último aniversário, Mariana conta que fez um pedido especial: “Fiz questão de pedir de presente os DVDs e CDs dele pra minha mãe”.

Luciana Amancio (Foto: Arquivo Pessoal)Luciana Amancio (Foto: Arquivo Pessoal)

Homenagens
Luciana Amâncio, analista administrativa, de 39 anos, relembra o show que Cristiano faria no Citibank Hall, em São Paulo, em agosto de 2015, e lamenta que nunca tenha acontecido.

Ela, que comprou os ingressos assim que anunciaram a atração, demorou cinco meses após a morte do sertanejo para trocá-lo. “Queria guardar pra sempre, mas fui lá, troquei e comprei ingressos para o show do Henrique e Juliano”, explicou ela. A apresentação na casa seria um marco na carreira de Cristiano.

Tatoo em homenagem ao ídolo
Luciana pretende fazer uma homenagem ao cantor e eternizar seu amor por ele. “Em julho vou fazer uma tatuagem com a frase que ele mais usava nas redes sociais #AmoAtéoCeu. Também farei ‘#CA’ embaixo da frase”, contou ela, citando as iniciais do nome do cantor.

Hustenia Rodrigues (Foto: Arquivo Pessoal)Hustenia Rodrigues (Foto: Arquivo Pessoal)

Quem também promete homenagens ao cantor é Hustenia Rodrigues, de 27 anos. A cozinheira lamenta o fato de não ter mais nenhuma foto ao lado cantor, já que roubaram o celular onde os registros estavam salvas.

Ainda assim, promete: “Enquanto eu tiver vida, todos os anos irei no cemitério cuidar e levar flores pra ele. E uma homenagem que eu posso e faço todos os dias é ligar nas rádios para pedir músicas dele e postar vídeos e fotos no meu Facebook para que ele seja sempre lembrado. Para que as novas gerações vejam quem foi Cristiano Araújo, o causador de efeitos”.

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook