Últimas

Felipão afirma que Figo foi fundamental para o desenvolvimento de Cristiano Ronaldo

O treinador brasileiro exaltou o impacto que o agora aposentado meia teve sobre o seu compatriota

O ex-técnico de Portugal, Luiz Felipe Scolari, afirmou, em entrevista a Omnisport, que Luis Figo foi fundamental para o desenvolvimento de Cristiano Ronaldo em sua carreira. Felipão treinou a seleção europeia de 2002 a 2008, promovendo a estreia de CR7 e levando a nação anfitriã a final da Eurocopa 2004.

Figo, vencedor da Bola de Ouro em 2000, era um dos mais experientes naquele grupo de jogadores e o treinador brasileiro exalta a importância do hoje aposentado jogador para definir o caminho de Ronaldo ao estrelato.

“De todos os jogadores que eu treinei, enquanto em Portugal, houve um que foi especialmente importante para Cristiano Ronaldo, Luis Figo”, disse ele.


GOAL VEJA TAMBÉM: GOAL
Duelo: Mourinho x Guardiola | MAIS: Portugal | Guardiola decide manter dois jogadores


“Quando Ronaldo começou com a seleção, a primeira pessoa a ajudá-lo foi Figo. Ele foi o primeiro jogador a desafiar Ronaldo, a incentivá-lo a driblar e disparar, a marcar gols, a jogar seu próprio jogo, a continuar trabalhando o tempo todo e se tornar um melhor jogador de futebol”, analisou Scolari.

“Figo tomou uma posição, dizendo ‘Meu filho, tente novamente, continue tentando. Se você ver que a situação é difícil, vou dar-lhe uma mão, e se você cometer um erro eu tenho tudo pronto, por isso acalme-se, mas você tem que tentar'”, lembra Felipão.


(Foto: Getty Images)

Lionel Messi, do Barcelona, o maior rival individual de Ronaldo, tem muitas vezes ofuscado o portugu~es, mas Scolari acredita que a determinação do atacante de 31 anos, estrela do Real Madrid, fará ele brilhar por muitos anos ainda.
 
“Cristiano ganhou várias vezes a Bola de Ouro, porque ele é um profissional. Ele não vai aceitar não ser o melhor jogador do mundo”, afirmou o treinador.

“Ele está à procura da perfeição, ele quer ser perfeito em todos os aspectos do seu jogo. Às vezes, as pessoas lhe diszem para levar as coisas um pouco mais tranquilas, mas essa é a maneira como ele é que eu tive o prazer de trabalhar com ele enquanto estava crescendo, e ele vai continuar trabalhando duro até que tenha uns 35”, concluiu ele.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *