Filho de Pelé, Edinho diz que não é 'santo', mas vê prisão injusta

O ex-goleiro Edson Cholbi Nascimento, o Edinho, filho de Pelé, foi apresentado na semana passada como novo técnico do Água Santa. Apesar disso, ele ainda se diz triste pelas recordações do passado.

Edinho já teve diversas passagens pela polícia. Chegou a ser condenado em 2014 a 33 anos e quatro meses de prisão por crimes de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. Ele recorreu, e o processo ainda está em andamento.

“Foi terrível passar por aquilo ali sem merecer. Não sou santo, não sou nenhum ingênuo, porém fui acusado de coisas que eu não fiz. Não admito e não vou assumir o que não fiz”, disse Edinho ao programa Esporte Fantástico, da Record. A entrevista será exibida neste sábado (11).

O ex-goleiro, que já foi auxiliar-técnico do Santos, falou ainda sobre a pena que cumpriu na penitenciária de Presidente Venceslau (611 km de São Paulo).

“Era um inferno para todos que estavam ali. É uma realidade dura por ser privado da liberdade e o dia a dia é muito doído. Evidente que cada um tem sua história de vida, um preço a pagar, mas o que tornou mais difícil minha questão é que não merecia estar ali”, afirmou.

Gilmar Alves Jr./Folhapress
O ex-jogador Edinho, que agora é técnico do Água Santa
O ex-jogador Edinho, que agora é técnico do Água Santa

Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook