Últimas

Filho denuncia e polícia prende sargento que agrediu esposa

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, prenderam nesta quinta-feira o sargento do Exército Joel Jorge Ribeiro, que foi acusado de agredir sua esposa, a boleira Fabiane Boldrine, pelo próprio filho. A prisão foi noticiada pelo jornal Extra.

Joel foi denunciado pelo próprio filho de 11 anos em postagem no Facebook, no último domingo. A mãe do menino aparece em foto com o rosto todo ensanguentado em ferido. Na legenda, a criança conta que o pai quebrou o nariz da mãe porque ela pediu a separação do casal.

O sargento vai responder pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça. Nessa quarta-feira, a 25ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos já havia solicitado a prisão preventiva de Ribeiro. A Promotoria responsável pela denúncia também ressalta que Joel não possui “comportamento compatível com o convívio social” e que essa agressão, acontecida em 29 de maio, não foi a primeira.

A boleira, de 34 anos, afirmou à polícia que já fez dois boletins de ocorrência denunciando o companheiro, um em 2007 e outro em 2015. Fabiane diz que não contava a situação para familiares e conhecidos por falta de coragem.

Denúncia
No post, publicado no perfil do filho nesse domingo, Fabiane escreveu para denunciar as agressões do marido:

“Por mais que ele tente se explicar, isso que ele fez não tem justificativa. Ela é vitima dele por muitos anos. Ele fraturou o nariz dela com um soco porque ela disse que não queria mais viver com ele, aguentando tudo. E antes que pensem que ela fez alguma coisa de errado, ela não fez nada para merecer isso. Eu sou testemunha, então eu peço que compartilhem para que a justiça seja feita. Agressão contra mulher é covardia! Isso aconteceu há três semanas atrás”.

O sargento também utilizou a rede social para se defender. “Errei quando bati, após ser mordido pela mesma, que publicou no Face de seu filho as fotos que aí estão. Usando o Face de uma criança, devia postar no dela. Não usar uma criança. Sempre serei um pai, não adianta querer me fazer parecer esse monstro”.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook