Últimas

Fora da Libertadores, Cueva projeta jogar Mundial pelo São Paulo

Meia-atacante ainda elogiou Ganso e disse que acompanhava Tricolor por conta de Rogério Ceni

O São Paulo apresentou no início da noite desta sexta-feira (24) o meia-atacante Christian Cueva. Em suas primeiras palavras durante sua apresentação, o simpático jogador peruano pediu desculpas por não falar português e disse ser um orgulho vestir a camisa do Tricolor.

“Estou muito feliz pela oportunidade de jogar no São Paulo. É a mais importante da minha carreira. Estou muito feliz. Estou preparado para assumir grandes coisas com o São Paulo. As conversas começaram na Libertadores, quando fui rival do São Paulo. Foi uma grande partida, que tenho guardada na minha mente. Quando falaram comigo para fazer parte dessa família linda, não pensei duas vezes. Estou feliz de estar aqui. Quero fazer meu trabalho no campo e dar o melhor por essa linda instituição”, declarou.

Cueva ainda disse que sempre acompanhou o São Paulo entre outros motivos por conta do ídolo Rogério Ceni, que se aposentou no fim de 2015, e elogiou o futebol do agora companheiro Paulo Henrique Ganso.

“Sempre acompanhei o São Paulo, um clube conhecido internacionalmente. Enfrentá-lo foi uma linda experiência, e foi uma partida em que quis mostrar meu talento para um grande. É um sonho se tornando realidade”, explicou.

“Eu me lembro de um grande goleiro, era referência na equipe. Eu via como ele batia as faltas e os pênaltis. Outro jogador que admiro muito, além de todos os outros, é o Ganso. Gosto da sua forma de jogar e espero ganhar essas coisas que ele tem, aprender é o mais importante”, acrescentou.


(Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil)

O novo camisa 13 só lamentou o fato de não poder ajudar o São Paulo na Copa Libertadores da América por já ter defendido o Toluca no torneio. Apesar disso, ele disse que espera jogar o Mundial de Clubes pelo clube do Morumbi.

“É uma pena, mas vou celebrar quando formos campeões (da Libertadores). E vou jogar o Mundial de Clubes pelo São Paulo”, finalizou.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Hudson volta a ficar à disposição | Kelvin desfalcará o SP Bauza se preocupa com lesões


Confira outras declarações de Cueva:

Relação com estrangeiros do São Paulo

“Há muitos com quem posso falar, mas minha ideia é entender e falar com os companheiros do Brasil: Ganso, Rodrigo Caio, enfim… a ideia é essa. Mas o mais importante é nos entendermos dentro de campo. Não é difícil. O São Paulo está na semifinal, é muito grande. A aspiração é sempre chegar o mais longe possível.”

É sempre uma pessoa alegre?

“É a minha forma de ser. Sou uma pessoa alegre. Vivo o dia a dia da melhor maneira. Não se sabe o que pode passar no dia seguinte. Temos saúde, vida e assim como me vê é o que sou. Claro que é uma felicidade completa estar aqui. É um sonho sendo realizado. Estou feliz por isso. Vou mostrar nos treinamentos com meus companheiros e na estreia também.”

Conversou com Guerrero sobre atuar no Brasil?

“Sim, conversei com ele. É um jogador que deu certo no futebol brasileiro. Falou bem do futebol brasileiro. Mas sempre vi o futebol daqui, sei que é um campeonato competitivo, e o clube que estou. O Guerrero tem um grande respeito pelo São Paulo. É um tricampeão da Copa Libertadores. No meu país, dá muito o que falar e todos estão felizes por mim.”

Em qual posição prefere jogar?

“Em todas posições do ataque me sinto muito cômodo. Vinha jogando muito de ponta pela esquerda, com a seleção do professor Ricardo Gareca. Antes, jogava de meia, atrás do camisa 9. O importante é jogar, independentemente de onde seja. Estou muito ansioso para poder estrear e retribuir o carinho do São Paulo. Espero conseguir grandes coisas aqui. A posição quem decidirá é o técnico, mas primeiro tenho de brigar por um lugar. Há uma briga saudável pelas posições.”


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook