#GoaldeCanela: Desconfie de quem confia na Seleção Brasileira

Cuidado! Acreditar que a seleção de Dunga pode ser campeã depois de vencer o Haiti pode ser contagioso. Confiar em Fred também.



GOAL Por Livia Muniz 


7 a 1 ainda é pouco – O Brasil não fez mais do que sua obrigação ao golear o time do Haiti, pelo mítico placar de 7 a 1. Era o Haiti, não a Alemanha. Era a primeira fase de uma Copa América, não a semifinal de uma Copa do Mundo. Os dias de cão ainda estão longe de acabar e a goleada da última quarta-feira (8) só atingiu um objetivo: mais piadas sobre a seleção que virou uma piada.    

Apagão celestial – Com duas derrotas para México e Venezuela (!), o Uruguai foi eliminado da Copa América Centenário. A imagem que melhor definiu a lambança dos uruguaios foi o chilique de Luis Suárez no banco de reservas, após perceber que não seria utilizado contra a Vinotinto. Por sorte, cão que ladra, não morde – pelo menos não dessa vez.  

Getty Images

Não reclame, Pibe – Em um papo de amigos, Maradona deu suas impressões sobre Lionel Messi para Pelé: “É uma boa pessoa, mas não tem personalidade para ser um líder.” Olha, vendo as lideranças da Seleção Brasileira, é melhor ser um robô sem emoções como Messi do que ter uma personalidade cujo instinto é tirar selfies a cada 10 segundos.  

Copa América vs Euro – Todo mundo fica falando sobre o nível técnico das seleções, craques, bons jogos, mas ninguém discute o que é realmente importante: o#Gos shows de abertura. Tá legal, não é o mais importante, mas pelo menos nisso, o torneio sul-americano foi melhor. Não que Magic!, Jason Derulo e J Balvin sejam o suprassumo da música, mas pelo menos estavam lá. Cantando. No microfone. Não no pen drive. Desculpem-me fãs de David Guetta, show de DJ não dá.

Getty Images

Canto de Ossanha – Inocente aquele que acreditou que Frederico iria ficar na paz no Fluminense sem poder ser o dono do time. Dois meses depois da confusão com Levir, pediu para sair. Aí a loucura imperou nas Laranjeiras: tem coletiva, nãotem  coletiva; vai para o Galo, não vai para o Galo. Acabou que acabou mesmo. Fred deixa o Fluminense atrás de uma mandinga de amor no Atlético-MG.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook