Últimas

Grupo de drags brasilienses se une para recolher agasalhos e alimentos

As 10 integrantes do Montadas para o bem pretendem arrecadar parte dos produtos em portas de boates de Bras
As 10 integrantes do Montadas para o bem pretendem arrecadar parte dos produtos em portas de boates de Braslia. Foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press

Um grupo de 10 drag queens brasilienses lançaram, esta semana, um projeto social que pretende arrecadar roupas, agasalhos e alimentos não perecíveis em frente a boates e pontos de recolhimento. Com as doações em mãos, as artistas subirão no salto, colocarão a peruca e entregarão, com muito bom humor, os produtos para organizações não governamentais e moradores de rua.

Laurie Blue, drag queen de Nathan Nagashina, 24 anos, conta que o Montadas para o bem, como batizaram a campanha, era um projeto antigo, mas, pela falta de tempo dos integrantes, só saiu do papel agora. “A ideia surgiu em uma conversa de amigos, na casa de uma das componentes do grupo, a Dita, mas precisávamos de tempo para pesquisar ONGs e conversar com pessoas que já haviam feito algum trabalho parecido, para saber por onde começar”, conta.

A ideia de fazer as entregas montadas de drag busca levar mais do que apenas doações para quem precisa. “Queremos entregar a nossa alegria, as nossas palhaçadas e, principalmente, apresentar para o público o que é a arte drag”, explica Laurie. O lançamento do projeto ocorre hoje, em uma festa na Asa Norte, onde as drags receberão agasalhos e roupas que serão doados para moradores de ruas da Rodoviária do Pano Piloto. “Já nos perguntaram se não temos medo de sermos recebidas com preconceito, mas acredito que, quando vamos com intuito bom, é difícil acontecer algo ruim. Então, estamos esperando a melhor das recepções”, conta Savanna Berlusconny, drag de Thomas Cordeiro, 24.

Pontos de entrega

Velvet Pub — CLN 102, Lojas 28/32, Asa Norte, às quartas-feiras, a partir das 22h.

É possível marcar a entrega de material com uma das drags participantes do projeto na página facebook.com/montadasparaobem.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *