Últimas

Jornalista que denunciou Biel está de licença e muito abalada, diz editora

MC Biel (Foto: Divulgação / Brunno Rangel)MC Biel (Foto: Divulgação / Brunno Rangel)

A polêmica que MC Biel vem passando, após ter sido denunciado por assédio sexual, está longe de acabar. Patrícia Moraes, editora executiva de comportamento e entretenimento do iG, contou em exclusividade ao EGO que a repórter do portal que acusou o cantor – a identidade dela está mantida em sigilo – teve que entrar de licença médica na segunda-feira, 6. 

“Ela não tinha deixado de trabalhar, é superprofissional. Mas depois que um programa de televisão vazou os áudios da entrevista dela, sem autorização, ela ficou emocionalmente muito abalada. Aí, resolvemos dar uma licença para ela de tempo indeterminado. Até para que ela fique um pouco distante dos acontecimentos, mais tranquila”, disse.

Patrícia não pode revelar se a repórter está tendo acompanhamento psicológico, por conta das investigações. “O que posso dizer do processo é que diversas pessoas que estavam presentes no local e ouviram as declarações de assédio de Biel estão sendo ouvidas”.

A repórter ficou muito abalada, isso pode resultar em traumas profissionais e pessoais. Imagina se ela o encontra em algum evento? Porque ela é repórter, pode acontecer.”

Patrícia Moraes, editora executiva de comportamento e entretenimento do iG

Ameaças
Patrícia, que assinou a matéria que divulgou a denúncia e o suposto abuso sofrido pela repórter, revelou que tem sofrido ameaças e recebido xingamentos no Facebook. “São pessoas que não conheço que mandam mensagens dizendo que eu fiz a matéria para aparecer, ficar famosa. Não posso afirmar que são fãs do Biel. Tem muita gente também tentando encontrar a repórter, ligando pra descobrir quem é, o que também ajudou a decidirmos pela licença dela”, explica.

Segundo a editora, tudo está sendo encaminhado à polícia. “Todas as ameaças recebidas por mim ou por qualquer outro profissional referente ao caso estão fazendo parte das investigações”, afirmou.

MC Biel (Foto: Celso Tavares/EGO)MC Biel (Foto: Celso Tavares/EGO)

‘Ninguém nunca se manifestou para pedir desculpas’
Patrícia contou que, no dia seguinte à entrevista em que teria sofrido assédio de Biel, a repórter ligou para a Warner Music, gravadora do cantor, e contou o que tinha acontecido. “Mas só depois que o boletim de ocorrência foi feito e Biel intimado a depor, que o presidente da Warner, Sergio Affonso, entrou em contato. Ele classificou o acontecimento como ‘lamentável’ e ‘fora do contexto atual de lutas pelos direitos das mulheres’. Ele também se colocou à disposição da repórter para ‘qualquer coisa’”, lembrou a editora.

Ainda segundo ela, a Warner disse que retornaria com uma posição do cantor, o que não aconteceu. “Mais de 15 dias se passaram e nunca entraram em contato. Biel e nem ninguém nunca se manifestou para pedir desculpas”, lamentou.

‘Recebemos muitas denúncias’
Patrícia disse que a única coisa que alivia toda essa situação é que as pessoas estão se solidarizando com a história e até denunciando outros casos. “Quando uma mulher fala, todas falam. Recebi relatos de profissionais que deixaram de trabalhar após sofrerem assédio de um entrevistado, que largaram a carreira. Até de uma repórter que também sofreu assédio do Biel”, comentou a editora.

Ela espera que Biel se retrate – ele chegou a postar uma mensagem sobre o caso no Instagram. “Que ele peça desculpas à repórter e a todas as mulheres com quem ele já falou desse jeito. Porque é isso que a gente precisa, de conscientização. A repórter ficou muito abalada, isso pode resultar em traumas profissionais e pessoais. Imagina se ela o encontra em algum evento? Porque ela é repórter, pode acontecer. As pessoas tem que entender que a violência não é só o olho roxo, a psicológica também deixa marcas”, declarou.

Biel comenta acusação de assédio a repórter (Foto: reprodução/instagram)Biel comenta acusação de assédio a repórter (Foto: reprodução/instagram)

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook