Últimas

Jucá reclama dos ataques de adversários e diz que quer restabelecer a verdade

O ex-ministro do Planejamento, senador Romero Jucá (PMDB-RR), reclamou nesta segunda-feira, em nota à imprensa, dos ataques que vem sofrendo dos seus adversários políticos em consequência das denúncias constantes da delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado à Operação Lava Jato, sem poder se defender, segundo ele. Jucá disse que está à disposição para prestar qualquer tipo de esclarecimento e informações para restabelecer a “verdade dos fatos” e que já colocou à disposição da justiça seus sigilos fiscal, bancário e telefônico.

Mesmo reclamando da situação, Jucá disse, na nota, que reafirmava seu apoio às investigações e que está confiante na Justiça. “Estou vivendo uma situação absurda, sendo atacado pelos meus adversários políticos e tendo que aguentar calado todas as formas de agressões, uma vez que não posso me manifestar sobre algo que ainda não tenho conhecimento na íntegra. Isto não condiz com um ambiente democrático e de direito de defesa”, disse o senador.

O senador informou que, mesmo antes de se afastar do Ministério do Planejamento, encaminhou ofício à Procuradoria-Geral da República pedindo informações e a íntegra das degravações e áudios da delação de Machado. Ele disse, também, que a mesma solicitação foi feita ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), que teria determinado ao Ministério Público da União para se manifestar a respeito. “Esses pedidos ainda não tiveram um posicionamento formal do MPU”, disse Jucá.

O senador, que deixou o Ministério do Planejamento após a divulgação de gravações de conversas dele com Sérgio Machado, disse que “o pedido de abertura de inquérito solicitado pelo MPU me deixa mais tranquilo, pois tenho total interesse que todas as providências sejam tomadas para que a verdade venha à tona da forma mais rápida possível”.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook