Juiz condena católico a frequentar Igreja Batista


6/06/2016 – 21:00


A sentença foi dada porque o homem teve uma desavença com um dos membros da igreja




Juiz condena católico a frequentar Igreja Batista
Juiz condena católico a frequentar Igreja Batista

Uma briga entre homens de religiões diferentes no Condado de Hamilton, em Ohio (EUA), terminou com uma decisão bastante inusitada por parte do juiz que julgou o caso de agressão.

A decisão de William Mallory, conhecido por suas sentenças criativas, foi condenar o réu a frequentar a Igreja Batista da cidade.

Ao que parece, Jake Strotman, 23, católico praticante, se envolveu em uma briga em janeiro após sair de um jogo de hóquei.

Ele teria abordado um grupo de fiéis da Igreja Batista Estrela da Manhã que estavam pregando na rua e uma confusão começou por ele estar com algumas cervejas.

Ao ser evangelizado pelos fiéis – que afirmaram que ele iria para o inverno por consumir bebidas alcoólicas – Strotman começou a discutir e um homem que não estava com ele, mas resolveu comprar a briga, acabou batendo nos membros da igreja.

A confusão generalizada acabou com Strotman quebrando os óculos de Joshua Johnson que acabou se ferindo. O jovem de 23 anos passou a noite na delegacia e o caso foi registrado como tentativa de agressão.

A pena para o crime é de 90 dias de prisão, porém o juiz resolveu condená-lo a participar dos cultos de domingo pela manhã por 12 semanas consecutivas.

Mas a decisão não foi do próprio juiz, e sim do réu que pediu para ter essa pena alternativa. Joshua Johnson, o fiel que apanhou, aceitou a decisão.

Para saber se Strotman realmente assistiu aos cultos, o pastor terá que assinar semanalmente um documento para comprovar que ele está cumprindo a decisão judicial.

Além disso, o jovem foi condenado a pagar US$ 480 e US$ 2,8 mil em honorários advocatícios. Com informações Conjur


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook